quarta-feira, 27 de abril de 2016

W.A.S.P. – “Babylon”

(2009/2015 – Relançamento – Nacional)
                                                   
Shinigami Records

Após lançar o mais recente álbum do W.A.S.P., “Golgotha” (2015), e relançar “Dominator” (2007), a gravadora brasileira Shinigami Records relança no mercado nacional, “Babylon”. Originalmente lançado em 2009, o trabalho faz a ponte dos discos citados anteriormente e segue a linha mantida pela banda até os dias atuais.

O disco soa como uma evolução natural de “Dominator” e mostra a banda ainda mais entrosada, já que a formação com Doug Blair (guitarra), Mike Duda (baixo) e Mike Dupke (bateria), obviamente além de Blackie Lawless (vocal/guitarra), fora mantida e vinha trabalhando desde 2006 (hoje só Dupke não está mais no grupo).

A sonoridade característica do W.A.S.P. aparece em grande parte do trabalho, com as guitarras um tanto quanto ríspidas dando as caras, com bases sólidas e solos bem encaixados. Uma pegada extra de Rock clássico se faz presente e a produção também mantém as características do grupo, já que o próprio Lawless cuidou desta parte.

O disco tem um começo enérgico e cativante com a trinca Crazy, Live to Die Another Day e Babylon's Burning, que são músicas fortes e com bons refrãos, além de fácil assimilação. Após o cover de Burn (Deep Purple), o disco cai em algo mais obscuro (não de qualidade) e segue uma parte mais burocrática.

A balada Into The Fire prova isso e soa belíssima, sendo que o peso aparece com mais ênfase nas composições seguintes, o que pode ser provado nos riffs de Seas of Fire. Há outro belo cover que fecha o disco, e ainda mais enraizado, para a faixa Promised Land, de Chuck Berry. “Babylon” é um autêntico disco do W.A.S.P. que pode ser ouvido pelos apreciadores da banda sem medo.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records