segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Arte News: YALDABAOTH: Balrogh Records lançará "A queda de Sophia" do projeto em K7

YALDABAOTH: Balrogh Records lançará "A queda de Sophia" do projeto em K7
O projeto YALDABAOTH capitaneado pela dupla XXIII.IV.IV (composições) e XII.XIX.XII (todos os instrumentos e vocais), irá lançar "A Queda de Sophia" em edição limitada em 30 cópias numeradas a mão em K7, em Fevereiro de 2018 via Balrogh Records.

 A faixa "O Pleroma", presente em "A Queda de Sophia", trata do primeiro ser imortal, Monade, uma entidade inefável e profunda, de onde emanaram todos os outros perpétuos a partir da natureza do infinito. O clímax é o surgimento de Sophia, imagem feminina predestinada a criar em sua tentação de imitar Monade ou mesmo recriá-lo diante de si, a dualidade: luz e trevas, ordem e caos, espírito e a matéria. O que será o movimento inicial de sua própria queda.


"A Queda de Sophia" fala sobre os pergaminhos descobertos no Alto Egito em 1945. Batizados com o nome da cidade próxima de Nag Hammadi, a biblioteca esteve enterrada em um jarro de barro por mais de 1500 anos, onde esteve protegida dos efeitos destrutivos da passagem do tempo. Seus copiladores, monges coptas perseguidos como heréticos pelo concílio de Nicéia, esconderam sua preciosa fonte de conhecimento, esperando que dias melhores viessem.

A YALDABAOTH foi inspirada pelo selo "Códice II", pergaminho 6: "Sobre a Origem do Mundo", e do "Demiurgo Yaldabaoth", pergaminhos que fazem parte da famosa biblioteca de Nag Hammadi (III a.C.), no qual é revelado com detalhes um caminho estranho e complexo de um novo velho gênesis, permeada por uma pluralidade de divindades e entidades em luta pelo controle do caos, ou por sua simples criação espontânea.

Sophia, a mais baixa das emanações do primeiro perpétuo, assume a forma de uma mulher ambiciosa, atormentada pela sua sabedoria incomensurável e sua vontade criadora sem limites. Quando Sophia é seduzida pelo alter-ego feminino do primeiro perpétuo e manipulada para engendrar com seu conhecimento à criação da luz, inicia-se sua saga para tornar-se ela própria o maior dos deuses.

Mais novidades serão reveladas em breve.

Tracklist
01. Néa Ekkínesi
02. O Pleroma
03. I Apokálypsi Barbelo
04. Antanáklasi Kosmikó
05. O Abismo

Links Relacionados


Acessibilidade em casas de shows: o problema seria somente os produtores e as casas?!
Em 2016 Renato Sanson – mais conhecido pelos seus trabalhos com o Road to Metal e o blog Heavy And Hell – participou da sessão “Stay on the Road” do site Road to Metal, onde abordou um assunto complicado, mas que deve ser levado adiante: a acessibilidade para pessoas com deficiência em casas de shows.

Sabemos da dificuldade de se ter um local 100% adaptado, mas como vivemos a era da inclusão e acessibilidade o porquê que muitas casas não se adaptam? O que ocorre? Pois com uma infraestrutura não atrativa você acaba perdendo público, como explica Renato no vídeo a seguir:


Compartilhe e ajude essa causa, pois não importa o local, mas sim o direito de todos terem acesso.


Assista lyric video da nova versão de "Defender Of Metal" do HELLISH WAR
Originalmente lançado pela Megahard Records em 2001, "Defender Of Metal", o disco de estreia do Hellish War, é uma verdadeira declaração de amor ao heavy metal. Músicas como "We Are Living For The Metal", "The Sign", "Memories Of A Metal" e a faixa título tornaram-se hinos de devoção incondicional ao Metal para muitos fãs da banda espalhados pelo Brasil, Estados Unidos, Japão e principalmente Europa, onde a banda já excursionou duas vezes.

"Defender Of Metal" não só projetou a carreira do Hellish War internacionalmente, mas moldou a personalidade musical do grupo que foi aprimorada nos trabalhos subsequentes, "Heroes Of Tomorrow" de 2008 e "Keep It Hellish" de 2013. O disco ao vivo "Live In Germany" (2010) também veio recheado de clássicos do debute e provou o poder de fogo dessas faixas entre o público europeu.

Passados 15 anos do lançamento de "Defender Of Metal" - que ganhou versão europeia através da gravadora alemã Pure Steel Records -, o Hellish War se viu na obrigação de celebrar a data junto aos fãs.

Uma das maneiras foi regravar a faixa título, agora com os vocais de Bil Martins. O vocalista do Hellish War é quem inclusive assina a produção dessa nova versão.
“Defender Of Metal” versão 2017 ganhou um novo Lyric Video que já está disponível no canal oficial da banda no Youtube:https://youtu.be/9hqApHk0Jmk

"Defender Of Metal" também foi relançado em todas as plataformas digitais:
Spotify: https://goo.gl/UaWPMm
Deezer: https://goo.gl/1CuyWq
Google Play: https://goo.gl/M92gp2
iTunes: https://goo.gl/Cb6JQ1

Além de Bil, o Hellish War também é formado pelos guitarristas Vulcano e Daniel Job, o baixista JR e o baterista Daniel Person.
Mais Informações: 


FUNERATUS: primeiro lyric video retirado de ‘Accept The Death’ está disponível
Cada vez mais perto do lançamento do novo – e ansiosamente aguardado – disco, ‘Accept The Death’, o FUNERATUS apresenta a primeira música retirada do trabalho.

A faixa leva o título de ‘Rise and Fall Again’ e o vídeo foi editado pela empresa Dangerous Minds Productions, assista:


O vídeo também está disponível no Facebook:


‘Accept The Death’ foi gravado nos estúdios Sete Studio, em Guaxupé/MG (bateria) e Joca Miquinioti Studio, em Mococa/SP (vocal, guitarra e baixo) com produção da própria banda. Já para a mixagem e masterização foi entregue ao produtor alemão Andy Classen, responsável por trabalhos de bandas como Asphyx, Tankard, Krisiun, Belphegor, Destruction, Rotting Christ, entre outras.

A capa foi assinada pelo artista brasileiro Alcides Burn, conhecido por trabalhos junto a grupos como Krisiun, Nervochaos, Blood Red Throne, Rebaelliun, HeadHunter DC e outros.

No Brasil ‘Accept The Death’ será lançado em uma parceria entre os selos Distro Rock e Extreme Sound e está previsto para meados de fevereiro. Uma data concreta será anunciada em breve.


Sites Relacionados:


RESTLESS AGENCY: começando o ano a todo vapor
A agência de agendamento de shows e turnês RESTLESS BOOKING AGENCY começa o ano trabalhando pesado e anuncia as duas primeiras turnês para o início deste ano.

A primeira turnê junta dois dos principais nomes da música pesada nacional, o TORTURE SQUAD e o ZUMBIS DO ESPAÇO em shows passando pelo estado de São Paulo entre os dias 15 e 25 de janeiro.

A outra turnê confirmada é do lendário músico alemão FRANK BLACKFIRE, conhecido especialmente por suas passagens pelo SODOM e KREATOR e é exatamente tocando músicas dessas bandas que o músico vem ao Brasil. FRANK se apresenta no país entre os dias 2 e 11 de março passando pelos estados de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.

Para conferir todas as datas e detalhes de cada um dos shows, visite, curta e siga a página da RESTLESS AGENCY no Facebook: https://www.facebook.com/restlessbookingagency/

A RESTLESS é capitaneada por Rafael Galbes Bastistone, músico, roadie, tour manager, dentre outros postos necessários dentro do underground. Conhecido por ter trabalhado por mais de 8 anos com a banda paulista Torture Squad, realizando todos os trabalhos necessários para sustentação de uma banda.

Mais recentemente, Fernando Oster, veio agregar à equipe. O músico baterista da banda Woslom tem experiência no underground por mais de 8 anos. Organizou tours para sua banda na Europa, Rússia e América do Sul, fazendo desde o contato com os promotores locais, bem como toda a logística de uma tour, como aluguel de van, backline, hostels, acomodação, catering. Incluindo todo o controle financeiro de uma banda e o budget de uma tour.

Artistas e bandas interessados em realizar uma tour, entrem em contato com a RESTLESS pelo email contato@restlessagency.com.br

Sites Relacionados:


CHILI VEGA: talento e criatividade em novo álbum e novo clipe
Dono de uma visão musical única, regada a muito talento e criatividade, o guitarrista, vocalista, compositor e produtor carioca CHILI VEGA lançou seu primeiro álbum.

O disco, lançado de forma digital, leva o título de ‘New Is Dead’ e conta com dez faixas. O trabalho foi produzido por CHILI VEGA e Celo Oliveira, gravado, mixado e masterizado no Kolera Home Studio no Rio de Janeiro e teve arte da capa criada pela artista Carolina Pontes.

O trabalho está disponível de forma digital nos principais distribuidores de música do mundo, confira alguns links:


Além do álbum, o músico está lançando seu novo clipe. A música escolhida é ‘Mindride’ e a produção do vídeo ficou nas mãos de Gabby Vessoni, com direção do próprio CHILI VEGA e Celo Oliveira. Assista:


Nascido e criado no Rio de Janeiro e com grande experiência como músico de estúdio, sideman e produtor, Chili é mais conhecido como um guitarrista de Rock e tem anos de experiência com bandas covers e autorais tocando em bares, festas, boates e casas de show mas também possui inúmeras influências de outros gêneros musicais, o que torna seu estilo eclético e singular. Costuma classificar seu trabalho solo como uma mistura de Muse e Bon Jovi, mas sem perder a própria identidade. O álbum “New Is Dead” caminha entre o rock, pop, hard rock e até heavy metal, com elementos eletrônicos, synths e loops na receita.


Sites Relacionados:


TRANSCENDENT: música sem fronteiras é destaque em 2017
A proposta do TRANSCENDENT em seu primeiro álbum, ‘Awakening’, é de levar o ouvinte a uma jornada de sentimentos aflorados por letras que abordam temas como a alienação social, distúrbios da mente, amor e autoconhecimento, em um ambiente sonoro que transita entre a serenidade e o caos. Proposta que foi muito bem aceita pela imprensa especializada.

‘Awakening’ não apenas agradou os especialistas em música como também foi eleito por alguns deles como um dos melhores lançamentos do ano passado!

O disco foi citado pelos sites Terreiro do Heavy Metal, Metal Samsara e Metal na Lata! ‘Awakening’ também foi reconhecido internacionalmente onde ficou entre os grandes lançamentos latino-americanos pelo site Headbangers Latinoamerica, do Chile.

Gravado no estúdio PSP e produzido por Tiago Pollon, o álbum tem como destaque a masterização feita pelo lendário produtor Andy Vandette, que já trabalhou com bandas como Rush, Deep Purple e Tool.

Do álbum foram retirados dois videoclipes, ‘Second Breath’ e o recém-lançado ‘Welcome’, ambos dirigidos por Paula Alvares:

Welcome:

Second Breath:

‘Awakening’ também está disponível nas principais plataformas de música digital do mundo, confira alguns links:

Google Play: https://goo.gl/AkXUSD


Sites Relacionados:


RUINS OF ELYSIUM: uma das principais bandas de Epic/Symphonic Metal do país está à procura de Baixista e Baterista
Um dos nomes mais importantes do Symphonic/Epic Metal brasileiro acaba de anunciar algumas mudanças importantes para a carreira do grupo em 2018.

Após lançarem o álbum “Seeds of Chaos and Serenity”, o músico, vocalista e fundador, Drake Chrisdensen abre à oportunidade de novos integrantes fazerem parte dessa grande banda brasileira. Atualmente o grupo se encontra sem um baixista e um baterista para apresentações na capital mineira e para futura tour nacional que vem sendo preparada para divulgação do álbum “Seeds of Chaos and Serenity”.

A banda que vem recebendo elogios, não só da imprensa brasileira, mas também de grandes veículos internacionais, que apontam para o grupo como um dos únicos do mundo a possuir em seu frontman, um vocalista tenor, sendo esse um dos principais diferencias na musicalidade da Ruins of Elysium.

A banda que conta atualmente com o vocalista Drake, na guitarra e o italianoVicenzo Avallone, buscam um novo baixista e um baterista para as duas vagas disponíveis no conjunto. Com proposta séria e muita qualidade técnica, a banda espera encontrar rapidamente os músicos para início imediato do processo de adaptações e apresentações dos arranjos e harmonias criadas em toda a discografia da banda.

Os critérios necessários para fazer os testes com a Ruins of Elysium são muito simples, primeiro os candidatos necessitam morar em Belo Horizonte, ou entorno da cidade, ter a disponibilidade de ensaiar uma vez por semana, gostar e estar interessado em tocar ao estilo de Symphonic, Power, Epic e Extreme Metal. Interessados entrar em contato com o vocalista Drake Chrisdensen pelos contatos abaixo:
Fone: (31) 9.7594-8810

Escute o último álbum “Seeds of Chaos and serenity”


VALLEY OF ARMORED HEART: conheça Guaraci, Yakecan e Anahí, personagens interpretados pelos músicos da banda nos clipes de “Brave Armored Heart” e “Celebration of Native”
Preparando-se para lançar o primeiro álbum da carreira, a banda Valley of Armored Heart já aponta os primeiros indícios do que será abordado e as inspirações que estarão presentes no vindouro álbum de estreia.

Recentemente o grupo liberou em seu canal no YouTube dos clipes que fazem parte de uma trilogia, as músicas escolhidas para apresentar visualmente o conceito do novo álbum foram, “Brave Armored Heart” e“Celebration of Native”. Enquanto a banda se prepara para divulgar o nome, capa e data oficial de lançamento do álbum, confira toda a ideologia e identidade de cada personagem (fictício) criado nos dois vídeos que foram liberados pela banda.

O primeiro clipe e música lançada pela “V.O.A.H.” foi “Brave Armored Heart”, o vídeo que possui atuação de todos os integrantes da banda, apresenta aos fãs a primeira parte da história de Guaraci, um espirito irmão dos nativos indígenas que juntos derramaram seus sangues lutando pela natureza e sobrevivência de sua tribo. No clipe Guaraci é convocado pelo feiticeiro Yakecan para ajudar na luta contra o desiquilíbrio da natureza. Encaminhado por Yakecan, o guerreiro do sol Guaraci chega até uma aldeia indígena para ajudar o jovem líder dos pescadores Sami, irmão da princesa Nativa Anahí, se fortalecer contra os desafios que estão por surgir.

O segundo clipe trabalhou a continuidade do conceito apresentado pela banda, a música “Celebration of Native”, é a comemoração feita na aldeia do Rio Cumprido após a chegada de Guaraci e Yekacan com a esperança de dias melhores para os nativos. Anahí princesa da tribo, no vídeo tem a função de lembrar a todos que a celebração é na verdade uma preparação para a guerra que vai ser travada com os seres que buscam quebrar o equilíbrio da natureza.

O terceiro vídeo já está sendo filmado e em breve a banda Valley Armored of Heart irá liberar o fim dessa trilogia folclórica e muito bem desenvolvida pelos músicos do grupo. O novo álbum está em processo de gravação e seu lançamento está prevista para ser lançado ainda no primeiro semestre de 2018.

V.O.A.H. é formada por:
Hideo Uejo: Drums/Percussion
Jim Wood: Guitar/Acoustic Guitar
Thiago Ribeiro Guitar/Acoustic Guitar
Thaís Ribeiro: Vocals/Viola Caipira (Brazilian Ten-String Guitar)
Kezia Nogueira: Vocals/Keyboards/Acoustic Guitar
D'Angelis Zóh - Vocals/Bass

Mais informações:


FIREGUN: lançado nas principais plataformas de Streaming o novo álbum “Inheritance of a Blind Nation”
Os fãs da banda FireGun celebram o lançamento oficial do primeiro full da carreira do grupo, acaba de ser disponibilizado nas principais plataformas de Streaming do mundo o disco “Inheritance of a Blind Nation”.

Na estrada desde 2009, os músicos do FireGun lançaram em 2013 seu primeiro EP, “What’s The Reason?”, registro esse que apresentou o grupo para o Brasil e tornando a banda uma das principais referências no estado de São Paulo na execução de um Groove/Thrash Metal de alta qualidade.

O novo disco está sendo liberado de forma gratuita nas principais plataformas de Streaming, fãs de músicas digitais agora podem conferir as 10 faixas do novo álbum pelo Spotify, Deezer, Itunes, Google Play, Napster, Soundcloud e tantos outros, basta pesquisar por FireGun que facilmente irá encontrar o álbum dos caras.

Existe o planejamento de muito em breve a banda lançar o disco em formato físico, algumas negociações com selos, gravadoras e empresas de prensagem estão em processo avançado de negociação e logo será anunciado à quantidade e data oficial de liberação do álbum “Inheritance of a Blind Nation” em formato físico para os fãs.

Confira o álbum “Inheritance of a Blind Nation” no Spotify:

Tracklist:
01 – Daily
02 – Blind Nation
03 – Inheritance
04 – Abuse of Power
05 – Back With the Fuck Up!
06 – Rise
08  - Victim of Cruel Reality
09 – I Walk Alone
10 – Comeback to Life

Formação:
Raimundo: Vocal
Ricardo Oliveira: Guitarra
Ivan Oliveira: Guitarra
Samuel Martins: Baixo
Yuri Alexander: Bateria

Mais informações:


QUINTESSENTE: música “Delirium” aborda os conflitos da mente humana entre o consciente e inconsciente
O álbum da banda Quintessente“Songs From Celestial Spheres” foi recebido com muito ansiedade perante os fãs que aguardavam por anos o lançamento oficial do primeiro registro de estúdio do grupo.

Contando com 10 faixas, a banda começa a apresentar ao público todo o conceito criado no disco que figura em várias listas como um dos principais lançamentos de 2017. Após revelar todo o conteúdo abordado na faixa de abertura “The Belief of the Mind Slaves”, confira abaixo o conteúdo da música “Delirium”, faixa dois do disco “Songs From Celestial Spheres”.

Uma das principais características da música “Delirium” é seu conteúdo complexo e arranjos variados, densa e bem trabalhada, a música apresenta vocais fortes e guturais, mesclados com cantos mais harmônicos, contribuindo para uma sonoridade atmosférica e sensitiva. A letra de “Delirium” cita a alteração da mente humana após um estado de profunda solidão. A ideia da narrativa é apresentar ao ouvinte o conflito interno de um ser que vem travando uma batalha interna do consciente e do inconsciente, buscando o retorno ao mundo real, mesmo passando por um intenso estado de catatonia.

O vocalista “André Carvalho” falou um pouco sobre a ideia por trás de“Delirium” e a luta diária e interna da mente humana: “O Crescimento vem do recomeço, da identificação da realidade nos momentos de maior e mais profunda dor. O Fato de buscar as cores do dia é um link sutil para as verdadeiras circunstâncias da existência”.

Confira a música “Delirium” na integra:

O álbum “Songs From Celestial Spheres” está disponível para audição completa no canal oficial do grupo no YouTube e também nas principais plataformas de Streaming do mundo. Interessados em adquirir o material físico, basta entrar em contato com a banda pela fã page da banda noFacebook.

Quintessente é formada por:
André Carvalho: Vocal
Cristina Müller: Teclado/Vocal
Cristiano Dias: Guitarra
Luiz Fernando: Baixo
Léo Birigui: Bateria

Mais informações:


GRINDING REACTION: EP “Tempo, Persistência e Fúria” será lançado em formato físico no mês de fevereiro com cópias limitadas
A banda de Hardcore, Grinding Reaction confirmou que através da parceria fechada com os selos Diabolicum Records e Torment Several Records, o EP “Tempo, Persistência e Fúria”, lançado originalmente em 2015 apenas em formato digital comemorando os 15 anos de carreira do grupo, será finalmente lançado em formato físico para os fãs com o número limitado de 100 cópias.

O EP “Tempo Persistência e Fúria” é uma releitura do EP/CD“Opression, Negligence, Tears and Blood”, laçado originalmente no início da carreira da Grinding Reaction em 2004, contando com sete músicas cantadas em português, a banda toca na ferida da sociedade apresentando alguns dos grandes problemas construídos por uma sociedade corrupta e passiva.

Disponível no canal oficial do grupo Grinding Reaction no YouTube, o EP “Tempo Persistência e Fúria” sera lançado oficialmente em formato físico agora em fevereiro, os interessados em adquirir uma cópia deverá entrar em contato com a banda ou diretamente com os selos envolvidos na produção da compilação física.

Escute e confira o EP “Tempo, Persistência e Fúria (2015)”:

Tracklist:
01 – Ascenção
02 – Cultura do Terror
03 – Sindicato do Crime
04 – Mundo Morto
05 – Prostituição Infantil
06 – Foda-Se
07 – Verdades e Utopias

Formação:

Ricardo Marchi: Vocal/Guitarra
Victor Rotta: Guitarra
Renato Spadini: Baixo
Weslley Ferreira: Bateria

Mais informações e aonde adquirir sua cópia nos links abaixo:


ALÍRIO NETTO: confirmado como protagonista da ópera-rock Frankenstein em Florianópolis
 
O ator e cantor Alírio Netto (Freddie Mercury Revisited, Khallice, ex-Age of Artemis) acaba de ser confirmado como protagonista da ópera-rock Frankenstein, do compositor Alberto Heller, que acontece nos dias 27, 28 e 29 de junho de 2018, em Florianópolis (SC). A produção é uma realização da Camerata Florianópolis, que recentemente se apresentou com o guitarrista Steve Vai no Rock in Rio 2015, com regência de Jeferson Della Rocca, direção cênica de Renato Turnes, direção artística do próprio Alberto Heller e produção executiva de Maria Elita Pereira.
Nos papéis principais, grandes nomes do canto lírico e do rock nacional como Alirio Netto (no papel da Criatura), Rodrigo Matos (Victor Frankenstein), Carla Domingues (Elizabeth), Masami Ganev (Justine), Daniel Galvão (Henry), Alexei Leão (Robert Walton) e Claudia Ondrusek (Agatha) – além de coro masculino, banda e orquestra sinfônica.
Alírio Netto comenta sobre a ópera-rock Frankenstein:
“Será muito legal estrear uma ópera-rock inédita e que foi escrita para o meu perfil na minha cidade natal Florianópolis. Frankenstein é uma obra desafiadora para todo cantor e estou empenhado em dar o meu melhor e fazer o que o papel pede. Além disso, ter a companhia dos músicos da Camerata Florianópolis, que já se apresentou com o guitarrista Steve Vai, é uma honra tremenda. Será incrível!”.
HISTÓRIA
Com libreto adaptado a partir do livro homônimo de Mary Shelley (livro que comemora neste mesmo ano seu bicentenário), a ópera se propõe a resgatar a dimensão trágica e existencial do original – distanciando-se assim das adaptações cinematográficas que costumam transformar essa profunda e riquíssima história num conto de terror. Nesta ópera, a concepção (tanto do libreto quanto da música) é altamente dramática, dramaticidade que não diminui pelo fato de se tratar de uma ópera-rock. Embora formalmente possa ser enquadrada como um musical, estilisticamente FRANKENSTEIN se diferencia da tradição dos musicais (que em geral têm forte influência pop, como no caso dos musicais da Broadway ou mesmo nos da Disney e similares), resultando numa mescla única em seu gênero no contexto d as produções contemporâneas.
Os vários temas que se entrelaçam na história continuam absolutamente atuais: a relação entre criador e criatura, os limites éticos nas pesquisas científicas (discussão que se estende desde a clonagem até as células-tronco, passando ainda pela robótica e pela inteligência artificial), a natureza humana (as fronteiras entre o animal e o espiritual, o conflito entre o racional e o instintual), o sentido da existência (quem somos, de onde viemos, para onde vamos), a relatividade do bem e do mal, a negação/superação da morte, o respeito à diferença e à alteridade, a estigmatização e marginalização dos divergentes. Além de atuais, esses temas mostram-se universais: extrapolam o contexto europeu no qual e do qual nasceram e encontram solo fértil em nossa realidade local.
O libreto e a composição são de autoria do compositor Alberto Heller, músico várias vezes premiado, autor de concertos, sinfonias, música para teatro, dança e cinema e que une aqui seu conhecimento musical ao literário (é doutor em Literatura e membro da Academia Catarinense de Letras e Artes). Nos últimos dez anos foi também o responsável pelos arranjos das várias edições do projeto Rock’n Camerata junto à Camerata Florianópolis – trabalho esse que lhe despertou a ideia de compor uma ópera-rock. A presença da ópera é fortíssima na vida dessa orquestra: nos últimos vinte anos o grupo, dirigido pelo também muitas vezes premiado maestro Jeferson Della Rocca, estabeleceu Florianópolis como um dos mais importantes polos operísticos do país, interpretando obras como La Traviata, Rigoletto, Carmen, A Flauta Mágica, Cavalleria Rusticana, O Barbeiro de Sevilha e muitas outras, sempre em produções impecáveis e elogiadas pela crítica.
A ópera-rock Frankenstein (obra em dois atos, com duas horas de duração) promete ser uma das mais ambiciosas e originais produções deste ano – não somente em nível nacional.
LOCAL: Teatro Ademir Rosa, CIC (Centro Integrado de Cultura) – Florianópolis
DATA: 27, 28 e 29 de junho de 2018
Libreto e composição: Alberto Heller
Regência e direção musical: Jeferson Della Rocca
Direção Cênica: Renato Turnes
Direção artística: Alberto Heller
Iluminação e projeções: Hedra Rockenbach
Figurinos: José Alfredo Beirão
Preparação do coro: Claudia Ondruseck
Produção: Maria Elita Pereira
Realização: Camerata Florianópolis
No currículo de Alírio, estão ainda várias produções operísticas como o grande sucesso “Carmem” além do papel de Jesus na produção mexicana de “Jesus Cristo Superstar” e de Judas na produção brasileira do mesmo musical pelo qual foi escolhido pelo jornal O Estado de São Paulo como Melhor Ator de Musicais de 2014. Alírio já gravou álbuns com as bandas Khallice e Artemis com quem tocou inclusive no Rock in Rio e acaba de lançar meu primeiro CD solo “João de Deus”. Recentemente, Alírio netto e sua esposa Livia Dabarian, tiveram a grande honra e oportunidade de protagonizar a versão brasileira do musical “We Will Rock You” no papel de Galileo e Scaramouche. Sucesso mundial, “We Will Rock You” já foi visto por mais de 15 milhões e estreou no Brasil em 2016 sendo um sucesso de crítica e público.


WARSHIPPER: Confira o vídeo clipe da faixa “Rebirth”
Dando sequência na divulgação do novo álbum, “Black Sun”, a banda de Death Metal WARSHIPPER divulga o vídeo clipe da música “Rebirth”, produzido em conjunto por MH Design (www.fb.com/designartmh) e La Familia (www.fb.com/lafamiliafoto) com direção de Manoel Hellsen (www.fb.com/manoel.hellsen). No álbum, Renan Roveran (guitarra, vocal), Rafael Oliveira (guitarra), Rodolfo Nekathor (baixo) e Roger Costa (bateria) trabalharam com o produtor Rafael Augusto Lopes (Estúdio Casanegra), que segundo Rodolfo, “alcançou resultados além do que buscávamos”.

“Rebirth”, na explicação de Renan, prevê a sensação de perda de identidade do indivíduo ao descobrir que todos seus valores, conceitos, virtudes e anseios eram uma fantasia. O músico diz que “muito do que “somos” e “temos” não nos pertence de fato, é tudo fruto da influência do meio e sociedades aos quais estamos introduzidos, mesmo em questões familiares. Quando o personagem da letra se depara com a queda de sua própria máscara e percebe que sua vida foi calcada em uma ilusão, a sensação de perda de identidade se torna fatalmente impactante em sua percepção e distinção entre realidade e ficção. E então a escuridão toma conta”.

Assista:

Contatos:
Facebook: www.facebook.com/warshipper


OVERTHRASH: novo lyric video disponibilizado

O debut da banda Overthrash foi lançado nos últimos dias de 2016. O material físico foi disponibilizado no início de 2017 e após quase um ano, o quarteto de Bauru fechou contrato para lançamento do registro também em território norte americano e parte do europeu com o selo canadense PRC MUSIC.

Para celebrar essa parceriaOverthrash ainda preparou uma faixa bônus especial para este relançamento. Trata-se da faixa "Growing Pain", velha conhecida da banda e presente na primeira demo dos caras. Apesar de se tratar de uma faixa antiga, que fora totalmente repaginada e se tornou algo muito próximo do que é a sonoridade do Overthrash nos dias de hoje.

As mazelas psicológicas e físicas geradas pelo consumo de crack é o tema abordado em "Growing Pain".

A música foi registrada e mixada no RMS Estúdio, com o renomado engenheiro de som Reinaldo Moreira e masterizada pelo mestre Paulo Anhaia. O lyric video foi desenvolvido por Andre Lucas e pode ser conferido através do link abaixo:



Obs.: As notas publicadas nesta seção são de responsabilidade das assessorias das bandas/artistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records