terça-feira, 3 de abril de 2018

Tyranno – “Skulls, Horns & Lust”


(2017 – Nacional)

Independente

Junte Celtic Frost, Possessed, dê uma pitada de Sodom e adicione um tempero a lá Dorsal Atlântica. O resultado será a música feita pelo Tyranno, grupo carioca que foi formado em 2014 e chegou em 2017 a este seu debut, após lançar um single, um EP e um split.

Formado por integrantes e ex-integrantes de nomes como Evil Slaughter, Imperador Belial, Embalsamado, Into The Cave e inúmeras outras bandas, hoje o grupo é estabilizado pelo trio Dyd Bastard (guitarra/vocal), Bitch Hünter (bateria) e Michelle Diabolic (baixo).

Apesar de sua sonoridade nos remeter diretamente a rusticidade e raiz do Metal extremo, a banda consegue a proeza de trazer sua sonoridade para os tempos atuais e não soar datada. Mérito da produção de Bitch Hünter, que conseguiu dar essa cara atemporal aos timbres, mixagem e masterização do trabalho.

Apostando na maioria das vezes em ritmos marchantes, o Tyranno consegue agradar com seu som honesto e maléfico. Além das guitarras sujas e com riffs bem elaborados e uma cozinha simples e eficiente, a banda ainda arrisca certa dose de melodia e arranjos de teclados em alguns momentos (nada que soe sinfônico, antes que o leitor torça o nariz).

A trinca inicial com Satan's Domain, Borinage e I'm Obsessed é matadora, sendo que ainda pode-se destacar faixas como The Hound, Burned Alive e King. “Skulls, Horns & Lust”, além de uma estreia competentíssima do Tyranno, marca seu território no Metal extremo nacional e suas raízes.


8,5

Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records