quarta-feira, 16 de maio de 2018

Memoriam – “The Silent Vigil”


(2018 – Nacional)

Nuclear Blast / Shinigami Records

Tendo em seu line-up um verdadeiro ‘dream team’ do Death Metal britânico, o Memoriam chacoalhou o mundo com seu excelente debut “For The Fallen”, lançado no ano passado. Para quem não sabe, a banda é formada por Karl Willetts (vocal, ex-Bolt Thrower), Scott Fairfax (guitarra, Benediction), Frank Healy (baixo, ex-Benediction, ex-Napalm Death, etc) e Andrew Whale (bateria, ex-Bolt Thrower).

É natural que os fãs esperem um trabalho tão bom quanto o debut, mas falta algo em “The Silent Vigil”. O disco traz o Death Metal típico, que resgata sim as características das ex-bandas dos integrantes (inclusive na arte gráfica feita mais uma vez por Dan Seagrave) e celebra o lado mais cadenciado e sombrio do estilo, mas nada mais que isso.

A expectativa aumentou quando foi divulgada a música Bleed The Same, excelente composição que trazia a sonoridade característica, o Death Metal brutal, com riffs maciços e mudanças rítmicas certeiras. Realmente é disso que se trata “The Silent Vigil”, porém a pegada aqui é mais burocrática e menos intensa.

Longe de ser um disco ruim, que fique claro, mas é notável a queda de qualidade das composições, até porque o que ouvimos no debut é algo espetacular. Porém, não podemos deixar de exaltar a facilidade do quarteto em produzir um Death Metal bruto, sem excesso de técnica e muito menos de velocidade, rústico e com um peso que se espalha pelas dez composições contidas na versão nacional (incluindo uma bônus).

Outra coisa que chama atenção é a queda na qualidade da produção, que soa boa, mas ainda mais orgânica e baixa. Mesmo que for proposital, inicialmente o trabalho feito por Jonh Deswbury e James Pitts é de se estranhar. Mas, colocando em parâmetros gerais, “The Silent Vigil” é um disco de Death Metal e tanto.


8,5

Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records