quarta-feira, 4 de abril de 2018

Vulcano – “Live III: From Headbangers To Headbangers”


(2018 – Nacional)

Heavy Metal Rock

Não bastasse ser um clássico absoluto do underground mundial, “Live!” (1985) do Vulcano, até filhos gerou, sendo este novo trabalho ao vivo da banda um deles. Sempre lembrado e homenageado, o icônico disco foi a inspiração da noite do dia 21 de outubro de 2017 em Nova Odessa, cidade próxima a Americana (onde “Live!” foi gravado originalmente) e o que gerou essa obra prima.

Duplo, o trabalho traz um repertório que resume bem a carreira do Vulcano, uma das poucas bandas no mundo que consegue aliar os três subgêneros mais cultuados do Metal extremo: o Thrash Metal, o Death Metal e o Black Metal. Isso se evidencia aqui, onde a banda mostra desde os discos clássicos como “Anthropophagy” e “Bloody Vengeance”, este último tendo seu repertório tocado na íntegra.

Novos clássicos como a excelente The Man, the Key, the Beast, que abre o disco categoricamente, Propaganda and Terror e Church at a Crossroad também dão as caras e se mesclam a Witches Sabbath, Total Destruição e Guerreiros de Satã, clássicos que tiveram até os trejeitos de sua execução original mantidos pra eternidade.

O trabalho é fechado com chave de ouro na execução de “Bloody Vengeance” (1986) na íntegra, enfim, uma verdadeira celebração. A ideia genial, mostra que além de o Vulcano ser uma banda produtiva e criativa, também preserva e valoriza o seu legado, o que deveria servir de exemplo pra muita gente.

Não se pode deixar de destacar a produção e captação do trabalho, que é acima da média, e contou com engenharia de som de Guilherme Malosso (Motherwood) e Jean Delafiori, além de mixagem e masterização de Ivan Pelicciotti no O Beco Estúdios. Primoroso e histórico!


9,0

Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records