quinta-feira, 7 de junho de 2018

Sinaya – “Maze of Madness”


(2018 – Importado)

Brutal Records

A Sinaya chega ao seu debut e superando as expectativas. É inegável o talento da experiente banda, que conta em sua formação atual com Mylena Monaco (vocal/guitarra, ex-Metallic Crucifixion), Renata Petrelli (guitarra, ex-Hellarise), Cynthia Tsai (bateira, Scatha, ex-Trinnity) e Bruna Melo (baixo), mas é fato que com musicistas conhecidas, a exigência aumenta.

Porém, o quarteto não peca em nenhum momento e mostra naturalidade durante todo o disco. A linha tênue entre o Thrash e o Death Metal é onde a banda caminha, com conhecimento de causa e uma competência absurda, com foco nas guitarras, mas com uma cozinha poderosa.

Mostre este disco ao seu amigo que só pensa em solos de guitarras, e crave pra ele a importância dos riffs. Afinal, o que ouvimos nas oito composições é uma aula de como se criar uma massa sonora com a guitarra, mostrando bom gosto e muito peso, com timbres muito bem escolhidos.

Aliás, aproveita e chama seu outro amigo que acha que Metal extremo é velocidade, e mostre como a cadência das composições aqui contidas (não é nada arrastado, apenas sem exageros) caem feito uma bigorna na cabeça. Mérito, aliás, do baixo estonteante e vibrante, e da bateria com pegada e uma execução de bumbos duplos primordial.

Abyss to Death, Bath of Memories e Infernal Sight talvez sejam as composições que mais resumem o trabalho, o que não impede de ouvir todo o conteúdo, que é muito bom. Talvez o pormenor sejam algumas levadas semelhantes, o que não ofusca a qualidade deste debut. Deleite-se.


8,5

Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records