terça-feira, 17 de junho de 2014

Exorcism – “I Am God” – 2014 – Golden Core records (Importado)

‘Nunca julgue o livro pela capa’, ditado bastante conhecido por todos, mas esse podemos julgar os dois, tanto o conteúdo quanto a brilhante capa que é realmente uma maravilha. O Exorcism faz um som extremamente direto, um Doom cadenciando em um Heavy tradicional com pitadas macabras, chegando a lembrar o Black Sabbath em diversas passagens, principalmente o som produzido pelo baixista que consiste em uma pegada Geeze Butler.

O vocalista é de uma versatilidade incrível, voz poderosa e com agudos potentes. O trabalho de teclados ao fundo deixa o som realmente com cara de um belo filme de terror em preto e branco. A bateria é arrastada e bem objetiva, mostrando muita técnica e precisão.

A banda mostra muito entrosamento, as guitarras usam e abusam de belos riffs distorcidos e pesados e solos bem trabalhados. End of Day abre o disco em grande estilo, com um som pesado e uma bateria matadora. A faixa que nomeia o disco I Am God vem na sequencia com um Heavy Metal mais apurado, seguindo o mesmo caminho com um refrão ‘martelante’ no cérebro, ‘Voodoo Jesus’ tem uma cara de Ronnie James Dio em algumas passagens mais marcantes, agrada fácil.

Mostrando muita intimidade com a guitarra, o solo de ‘Last Rock N Roll’ é um dos mais bem feitos do disco, destacando também o grande trabalho do vocalista. Com uma cozinha de início, ‘Master of Evil’ é uma música marcante, merece atenção pela qualidade de grande nível que a mesma possui.

Stay In Hell e Fade The Day seguem a mesma linha, mas de maneira diferente, com o som um pouco mais melódico, coisa que não comprometeu o bom trabalho da banda, que produziu um disco bastante interessante e agradável mostrando que tem muita estrada a ser desbravada.


8,5

Leandro Fernandes


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records