terça-feira, 17 de junho de 2014

Farscape – “Primitive Blitzkrieg” – 2013 – Kill Again Records (Nacional)

São 16 anos de carreira, e este trabalho é o terceiro álbum de estúdio do Farscape que já lançou 13 trabalhos sendo seis splits, duas demos, um EP e uma compilação. Mostrando-se prolífica, a banda carioca conquistou um bom espaço no cenário nacional, sendo um forte nome da cena Thrash Metal atual.

Apesar da conotação já mencionada, a banda também flerta com o Speed Metal oitentista e comumente sofre influências do Metal tradicional. Mas, a agressividade e velocidade de suas composições fazem com que o Thrash prevaleça e crie músicas caóticas, rápidas e diretas.

As guitarras destilam riffs nervosos, com rapidez incomum sendo um dos principais condutores da banda. A cozinha segue essa intensidade com coesão e uma boa pegada, sendo que os vocais nos remetem ao Kreator no começo de carreira. Não dá pra destacar uma ou outra composição, até por serem homogêneas e manterem um bom equilíbrio.

Se há uma faixa diferenciada é a melódica Night Tripper que mostra uma versatilidade boa do vocalista Witchcaptor que arrisca uns agudos ‘clean’. Os solos de guitarra se mostram bem encaixados em todas as músicas e bem objetivos.

A produção do disco segue típica e casou perfeitamente com a sonoridade da banda, a cargo do próprio Farscape e de Rodrigo Forli, no Ultra Violence Studio. Enfim, mais um ótimo trabalho que comprova a força do Thrash Metal brasileiro.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records