quarta-feira, 2 de julho de 2014

Pile Of Corpses – “For Sex, for Violence, for Alcohol” – 2014 – Independente (Nacional)

Já vi muita banda Thrash bem humorada, mas de Death Metal é raro. O Pile Of Corpses, mais conhecido como POC, possui elementos do Thrash Metal (principalmente nos riffs), mas o foco da própria banda é o Death e a banda se utiliza de temáticas sarcásticas e bem humoradas.

O primeiro trabalho do quarteto paulistano mostra um som de certa forma tosco e brutal. A ‘tosqueira’ talvez fique por conta da humilde produção, bem orgânica, mas que durante a audição acaba se tornado o charme do trabalho.

A variedade de riffs rápidos que sofrem influências desde o já mencionado Thrash Metal, passando pelo Crossover e Hardcore é um dos diferenciais do disco. A cozinha possui um baixo direto e objetivo, mas que aparece bem e desempenha bem o seu papel. A bateria agressiva é o plano principal das linhas Death Metal proposta, sendo que o outro fator são os vocais guturais de ótimo nível.

Destaque para as faixas Foreplay, Estupra Mas Não Mata, Cut The Liver, Devouring The Pork e Smashed In The Thrash Truck. Engraçado são as temáticas que abordam histórias, sendo algumas reais ‘que seus integrantes já ouviram falar por aí’.

Com exceção da produção, que poderia ser melhor lapidada e uma introdução um tanto quanto obscena demais, “For Sex, for Violence, for Alcohol” é um trabalho muito bacana, cheio de composições de bom gosto e (por que não?) um tanto diferente.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records