sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Abate Macabro – “Açougueiro Brutal Black Metal” – 2014 – Rotten Foetus Records (Nacional)

Finalmente em mãos o debut dos gaúchos do Abate Macabro que, apesar do nome em português e o título do álbum, optam por cantar em inglês e destilam temas totalmente anticristãos. E impressiona a qualidade deste disco, singelamente chamado de “Açougueiro Brutal Black Metal”.

Fazendo jus à alcunha do álbum, a sonoridade encontrada aqui é uma verdadeira aula de Black Metal, sem firulas e apelações de arranjos. Odioso, rústico e maléfico, o Metal negro aqui impressiona por descartar artifícios datados e, muito menos, se rende ao modernismo barato.

Claro que há influências, afinal todo gênero teve seu criador, mas o Abate Macabro parece não se preocupar em soar ‘assim ou assado’. O que ouvimos é uma música direta, caótica e muito bem produzida (por sinal), mérito da própria banda e Ernani Savaris.

Contando com uma introdução e oito temas, não podemos deixar de destacar a agressividade e os riffs angustiantes de Battle Cries Of Freedom, a impiedosa Defecating in Christ's Viscera e a apocalíptica Kill The Lord. Menção honrosa para a já clássica Porco Dio, cantada em italiano e que soa muito diferenciada.

Vale lembrar que ainda há um cover para os noruegueses do Immortal, da faixa Unsilent Storms in the North Abyss, que ficou sensacional e se mostra uma grande influência. O Abate Macabro só confirma a opinião deste que vos escreve: definitivamente o Brasil é um dos melhores celeiros do Black Metal mundial.


9,0

Vitor Franceschini



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records