quarta-feira, 23 de março de 2016

Dysnomia – “Proselyte”

(2016 – Nacional)
                                        
Independente                       

Após dez anos de uma luta incessante no underground nacional, a Dysnomia chega ao seu tão aguardado debut. Se houve ou não planejamento para lançar “Proselyte” neste momento, fato é que a banda acertou em cheio por esperar e quem ganha com isso são os apreciadores do Metal extremo.

Afinal, o grupo formado por João Jorge Pereira (vocal/guitarra), Julio Cambi (guitarra), Denilson Sarvo (baixo) e Érik Robert (bateria) está no até então ápice de sua carreira, e isso fica comprovado neste debut que traz a banda em uma evolução impressionante em relação aos seus trabalhos anteriores, a demo de 2009 e o ótimo EP “As Chaos Descends” (2013).

Tudo soa mais maduro e lapidado, desde o trabalho técnico das guitarras, passando pelo baixo avassalador e a bateria versátil e cheia de pegada. Tudo com os também mais elevados vocais guturais de João à frente, mantendo a essência Death Metal da sonoridade da banda que flerta com o Thrash em diversos momentos.

Uma leve dose de melodia permeia as músicas, mostrando que se pode manter a pegada brutal de qualquer maneira e isso fica evidente tanto em algumas levadas, quanto nos solos de guitarra bem encaixados e desenvolvidos. Falando em levadas, a variação e os ‘breakdowns’ se fazem presente e a banda só ganha ainda mais pontos com isso.

Seguindo suas temáticas cheias de rebeldia, a banda nos apresenta oito faixas e uma introdução do melhor que se pode ouvir dentro do Metal extremo. Tudo bem produzido, atendendo aos padrões atuais sem tirar a nobreza da execução das músicas, tendo como destaques faixas como Ascension, Proselyte, Sisyphus e Begotten. Valeu à pena aguardar e todo mundo ganhou com a espera!


9,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records