quarta-feira, 11 de maio de 2016

Edu Falaschi – “A New Lease of Life: 25th Anniversary Tribute”

(2016 – Nacional)

MS Metal Records

O leitor que torceu o nariz ao ver que se trata de um álbum tributo, por favor, recomponha-se. “A New Lease of Life: 25th Anniversary Tribute” não segue aquela tendência passada (ainda bem) de discos tributos caça-níqueis e/ou que contavam com a participação bancada pelas próprias bandas na marra e que, por fim, acabavam gerando trabalhos no mínimo desconfiáveis.

Neste caso trata-se de um projeto ousado para homenagear um dos maiores ‘frontman’s’ do Brasil que contribuiu não só pela música pesada, mas para a música em geral do país ajudando a manter erguida a bandeira da mesma lá fora. Portanto, nada mais justo que um trabalho deste naipe, feito com cuidado e atenção.

Quinze bandas, sendo a maioria nacional, homenageiam Falaschi que perpetrou composições que abrangeram desde o Hard, passando pelo Prog Metal e principalmente o Power Metal, sendo nas bandas Mitrium, Symbols, Angra ou Almah (seus principais pilares). Nenhuma participante sequer comete deslizes e o equilíbrio é o forte do disco, tanto na execução quanto na produção do trabalho.

Mas, há aquelas que realmente encarnam a composição até elevando o grau de importância da mesma, colocando em risco até a versão original, até porque a partir do momento em que se presta um tributo a banda/artista homenageado corre esse sério risco, o que de longe não denigre sua carreira.

Dentre esses nomes, o projeto Soulspell, que é uma Metal Opera encabeçada pelo músico Heleno Vale, abre o trabalho após a introdução e já deixa sua marca com a faixa Spread Your Fire do Angra, onde Tim ‘Ripper’ Owens (ex-Judas Priest) e Ralf Scheepers (Primal Fear) dão show em um duelo impressionante e uma versão magistral.

A boa sequência inicial se mantém com as meninas do Melyra incorporando Living and Drifting, enquanto o talentosíssimo Nando Fernandes arrebenta com Heroes of Sand (Angra), uma das músicas mais importantes de Edu Falaschi, dando a emoção que a canção emana já naturalmente.

Outros destaques sem dúvidas são Alefla com Golden Empire (Almah), Lethal Rise com Magic Flame (Almah), a Mr. Ego dando um peso extra para The Course of Nature (Angra) e as muito bem lembradas What Can I Do? interpretada pelo Santarem e Scream of People a cargo do Tchandala, ambas do excelente Symbols que projetou Edu de vez ao cenário metálico nacional.

As versões mencionadas são as de destaque, mas todas ficaram acima da média sem querer ser piegas ou clichê, afinal, como dito antes, o trabalho aqui foi feito com cuidado desde os responsáveis pela produção, lançamento até os artistas. Completam o tracklist as bandas Eve Desire, Titta Tani, The Brainwash Machine, Heaviest, Valiria, Frost Valley e Aphroditte. Imaginar que essa é só a primeira parte…


9,0


Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records