terça-feira, 10 de maio de 2016

Serotonin Syndrome – “Sarajas”

(2015 – Importado)
                           
Independente              

Segundo estudos, em geral, a síndrome da serotonina acontece em pessoas que têm algum problema relacionado à baixa produção de serotonina (neurotransmissor produzido no tronco encefálico), como depressão, transtornos de ansiedade ou transtornos alimentares.

A origem do nome se aproxima da sonoridade imposta por estes finlandeses que chegam ao seu segundo registro. Mais polido e menos sujo que seu antecessor, “I” (2014), o disco traz os elementos Sludge/Doom Metal encontrados em demasia no disco anterior, mas de forma mais tímida e com elementos que abordam também o Post-Metal e o Post-Black Metal.

Apostando em riffs pesados e em partes instrumentais longas, a banda mantém certa cadência no andamento das músicas e consegue causar um negativismo considerável no clima delas. Por sinal, as composições são mais angustiantes do que melancólicas do que se propõe.

Mas há momentos brutais, com direito a ‘blast beats’, porém esporádicos. Em alguns momentos as músicas soam progressivas, mas não por muito tempo. Passagens com dedilhados (principalmente nas introduções das músicas) são uma das características do grupo.

A produção é de qualidade e ganha mais pontos para o disco que possui cinco longas faixas (a menor tem 6m30s), mas a audição passa longe de ser cansativa, pelo contrário, é prazerosa. O difícil é destacar uma composição, pois as mesmas parecem que se completam. Interessantíssimo.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records