quinta-feira, 20 de abril de 2017

Nervochaos – “Nyctophilia”

(2017 – Nacional)
                                               
Cogumelo Records

Mesmo estando tocando há praticamente dois anos e ter rodado o mundo e o Brasil, pode se considerar essa formação atual do Nervochaos como nova até porque é a estreia de Lauro Nightrealm (vocal/guitarram, Incinerad, ex-Queiron) e Cherry (guitarra, Hellsakura) em estúdio com a banda, além de marcar o retorno do baixista Thiago Anduscias.

Tais fatos fizeram com que “Nyctophilia” se tornasse um trabalho aguardado, mesmo sendo o sétimo full-lenght do Nervochaos, afinal trata-se de uma formação de respeito e que tem muito a oferecer. E o resultado final do disco parece ser exatamente o que se esperava da banda.

O novo disco talvez seja o de veia mais maléfica, o mais versátil e mais bem trabalhado disco da banda. E o mais impressionante, tudo isso e o quarteto ainda conseguiu preservar as características do Nervochaos, que foram sendo moldadas durante 20 anos.

O Death Metal aqui dá as caras e não esconde influências dos medalhões da Flórida, principalmente Morbid Angel. Porém, alie a isso a pegada brasileira do estilo, flertes com o Thrash Metal e doses homeopáticas do Black Metal enraizado feito por nomes como Celtic Frost e Mayhem, por exemplo. Mescle tudo isso e a tradicional pegada/dinâmica do Nervochaos e assimilará o disco.

O disco começa com um soco na cara chamado Moloch Rise, tem na atípica e de levada demoníaca Ad Majorem Satanae Gloriam seu grande diferencial, e ainda oferece petardos de qualidade como The Midnight Hunter, Lord Death e Live Like Suicide. Um dos melhores discos do grupo sem dúvidas, doa a quem doer.


9,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records