quarta-feira, 21 de junho de 2017

Beyond The Black – “Lost In Forever”

(2017 – Nacional)
                              
Hellion Records

Este segundo trabalho dos alemães do Beyond The Black foi lançado originalmente em 2016 e ganhou nova prensagem este ano através da gravadora UDR Music e para a alegria geral, o licenciamento para lançá-lo no Brasil ficou por conta da tradicional Hellion Records.

Para quem não conhece, a banda é capitaneada pela jovem e bela vocalista Jennifer Haben (ex-Saphir) que neste novo trabalho traz um line-up totalmente reformulado, com destaque para o experiente guitarrista Christian Hermsdörfer (ex-Visions of Atlantis). Completam o time Tobi Lodes (guitarra), Jonas Roßner (teclados), Stefan Herkenhoff (baixo) e Kai Tschierschky (bateria), todos estreando em estúdio.

Mas, as mudanças na sonoridade da banda não são muito consideráveis e mantém a pegada do debut “Songs of Love and Death” (2015). O que nota-se em “Lost In Forever” é uma pegada mais moderna, tanto na ótima produção quanto na execução e timbragem dos instrumentos.

O Metal sinfônico da banda inicialmente parece comum, principalmente na primeira audição. Porém, o disco mostra que a cada ouvida surge um detalhe e que trata-se de um grande álbum, rico em detalhes e com arranjos magistrais. Tudo sem perder o peso, que aqui se encontra mais contido que em seu antecessor, porém ainda em voga.

Jennifer é um talento nato e foge do lirismo chato e enjoativo que se tornou comum no estilo. Seu timbre natural torna as composições ainda mais encorpadas e pesadas, mesmo não sendo tão agressivos, por incrível que pareça. Destaque para faixas como Lost In Forever, Beautiful Lies, que conta com participação de Rick Altzi (Masterplan), Beyond The Mirror e Forget My Name.

Essa versão nacional ainda traz quatro bônus, incluindo o hino oficial do Wacken Open Air, Rage Before The Storm. Uma nova capa, exclusiva deste lançamento, também é uma das novidades do disco. Muito bom ouvir bandas de estilos contemporâneos soarem enérgicas e criativas como o Beyond The Black.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records