sexta-feira, 14 de julho de 2017

Avatarium – “Hurricane and Halos”

(2017 – Nacional)              

Nuclear Blast / Shinigami Records

O Avatarium chega ao seu terceiro disco mostrando todo seu ímpeto em conseguir fazer uma mescla quase que perfeita entre o Doom Metal, Occult Rock e Classic Rock. Desta vez a banda vem sem um de seus fundadores, o ‘rei do Doom Metal’ Leif Edling (baixo), mesmo assim se manteve musicalmente intacta.

É claro que aparecem evoluções naturais, tais como na estrutura das composições e na ótima produção, este último mérito de seu co-fundador e guitarrista Marco Jidell (The Doomsday Kingdom, ex-Evergrey) que conseguiu fazer com que a banda soe atual, mesmo apostando numa linha tão ‘vintage’.

O início com Into The Fire/Into The Storm mostra um ‘rockão classudo’, que nos leva diretamente a referências como Deep Purple e Rainbow, só que com a interpretação maciça da vocalista Jennie-Ann Smith, que faz um trabalho primordial aqui com suas linhas imponentes e que não perde a feminilidade em nenhum momento.

O Occult Rock aparece com os ‘quatro pés’ já na segunda composição The Starless Sleep, onde é impossível não se lembrar de Ghost, devido à levada de bateria e o órgão intenso de Rickard Nilsson. Aliás, o trabalho do tecladista é impressionante e fundamental para o disco todo, mostrando um trabalho ‘são’ e que faz a cama perfeita para as composições.

O lado místico fica por conta de Medusa Child e seus nove minutos com direito a coral infantil, além de um peso absurdo e obscuro em algumas partes. Ainda pode-se destacar  a ótima The Sky at the Bottom of the Sea que traz a banda de volta aos anos 70, com um trabalho instrumental coeso que mostra muito entrosamento. Por fim, o Avatarium consegue se manter intacto em sua proposta e alegrar aqueles que amam a música vintage, porém feita nos dias atuais.


8,5

Vitor Franceschini


2 comentários:

Shinigami Records