sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Crushing Axes – “Trail of Blood”

(2017 – Nacional)
                                     
Independente

Talvez o Crushing Axes seja a banda que este redator mais resenhou até então. Opa, banda? Sim, ‘one-man-band’ comandada pelo multi-instrumentista Alexandre Rodrigues, que completa 10 anos com o projeto no próximo ano.

“Trail of Blood”, mais novo disco do Crushing Axes parece soar como se fosse um verdadeiro cartão de visitas, afinal de contas traz elementos acumulados durante todo esse tempo. Claro que sempre focando no Death Metal, a maior referência de Alexandre, pelo menos neste projeto.

O novo trabalho traz uma evolução natural em diversos conceitos. O primeiro é na versatilidade das composições, que se mostram mais dinâmicas, porém não menos sombrias. As guitarras de Alexandre (principal instrumento do músico) soam cada vez mais técnicas e variadas, tornando o som do Crushing Axes mais interessante que outrora.

Nota-se também a adesão de certa melodia, nada muito agudo, mas que já diferencia o disco de seus antecessores. A produção também soa equilibrada, mantendo o peso dos instrumentos, com um belo timbre de guitarras, além de captar bem a essência que emana do álbum.

Below Salt, Trial By Combat e Fire Throne são ótimas composições, lembrando que o disco conta com participação especial de Jairo Vaz Neto (Chaos Synopsis), Luiz Artur (Hattemater) e Glauber Rico do Nekrost. “Trail of Blood” é sem dúvidas o álbum mais maduro e um dos melhores da extensa discografia do Crushing Axes.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records