quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Roadie Metal – “Coletânea Vol. 10”

(2017 – Nacional)
                               
Roadie Metal

Mais uma coletânea da Roadie Metal, empresa especializada em comunicação dentro do cenário da música pesada que consiste em assessoria, site e programa de rádio, e divulga neste lançamento mais de 30 bandas. Vale destacar que a Roadie Metal se tornou um dos principais trabalhos neste formato, tendo lançado até coletânea de clipes em DVD.

De uma forma geral este volume traz todos os percalços de uma coletânea, como a oscilação na produção das músicas, já que cada banda se responsabiliza por sua gravação em estúdios diferentes. Desta vez temos uma oscilação grande e muita banda precisando lapidar melhor sua música. Nada que não faça parte dos ‘caminhos espinhosos’ da cena.

O potencial e senso de composição dos grupos é o que mantêm uma boa média no trabalho, além da mescla de estilos, indo do Rock básico ao Death Metal, praticamente. Bandas como Exorddium e Tupi Nambha, que já possuem certo prestígio no underground, são os destaques principais.

Porém, o gostoso é se surpreender, e curiosamente no disco um (esqueci de dizer que a coletânea é dupla) são bandas com vocais femininos que se destacam. Primeiro o Dixie Heaven com um Metal influenciado pela década de 80 (Chastain, Warlock), tendo uma vocalista muito talentosa com sua voz potente.

Depois O Anfear traz algo mais pro lado sinfônico, com uma música bem estruturada, necessitando apenas de uma gravação melhor lapidada. Por fim, no disco um, o Perpetual Legacy mostra um som de gente grande, mesclando o Power Metal e o sinfônico de forma bem coesa.

No disco dois o Place To Die comanda um Thrash feroz e ríspido, enquanto o Hollow Head prefere o lado mais cadenciado e pesado do estilo. Ainda pode-se destacar O Gravekeeper com Metal cantado em português e o Crossover do Ação Libertária que cospe na cara da sociedade hipócrita. Acompanhe os canais e os programas da Roadie Metal e tenha a chance de ganhar essa bela coletânea que é distribuída gratuitamente.


7,5


Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records