quinta-feira, 22 de setembro de 2016

InteraBanger: Rage



A seção InteraBanger do Blog Arte Metal, além de procurar inovar e tirar o veículo de certa rotina, tem o intuito de interagir com o leitor, músicos e especialistas no assunto sobre álbuns polêmicos ou não de bandas já consagradas e relevantes. Outros assuntos relativos às bandas ‘mainstream’ também serão comentados esporadicamente.

Primeiro lançamento após a saída do guitarrista Victor Smolski, “The Devil Strikes Again” (2016) traz um Rage mais visceral e direto, de volta à sua forma mais simples de fazer Metal. O álbum, lançado no Brasil via Shinigami Records, agradou praticamente todos os fãs de longa data, assim como grande parte dos novos fãs.



“Esse achei mediano, longe de ser ruim, mas nada de excepcional, uma nota 5,5 ou 6, agora a versão estendida é um porre, tu escuta, escuta, escuta e o disco não acaba...” (Fabio Reis, Mundo Metal - https://mundometalblog.blogspot.com.br/)

“Continua o Rage de sempre.” (JP Carvalho, vocalista da Yekun - https://www.facebook.com/yekunmusic/?fref=ts)

“Eu curti, acabou aquele lance de ter orquestração etc. Voltou ao básico, com boas melodias e refrães. Curti o novo guitarrista e o batera também!” (Rômel Santos, Island Press - https://www.facebook.com/IslandPressBr/?fref=ts)

“A produção está impecável. E os músicos em plena forma.” (Gleison Junior, Roadie Metal - http://roadie-metal.com/)

“Achei um ótimo disco, que remete ao passado da banda. O Rage andou em uma fase bem melodiosa de 2000 para cá, e este trouxe de volta um pouco da velha agressividade.” (Marcos Garcia, Metal Samsara - https://metalsamsara.blogspot.com/)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records