quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Sinsaenum – “Echoes of The Tortured”

(2016 – Nacional)
                                          
Shinigami Records

O multi-instrumentista Joey Jordison, aqui responsável pela bateria, tinha o Sinsaenum em mente desde 2010. Portanto, colocar a teoria na prática só foi possível em 2015 quando uniu um super grupo que conta com os vocalistas Sean Zatorsky (Dååth, ex-Chimaira) e Attila Csihar (Mayhem), Frédéric Leclercq (Dragonforce) e Stéphane Buriez nas guitarras, além do baixista Heimoth.

“Echoes of The Tortured” foi precedido por dois EP’s lançados também neste ano (!) e pode ser considerado um dos trabalhos de Metal extremo mais aguardados. Afinal, além dessa seleção de músicos multinacionais, o grupo aposta em diversas vertentes dentro do lado mais agressivo do estilo.

O foco principal é o Death Metal que se alia a alguns elementos do Black Metal. O instrumental é técnico, mostrando riffs variados, solos intrincados bem encaixados, e uma cozinha poderosa que dita o ritmo das composições que variam do simples ao mais quebrado possível.

Falando em riffs e levadas, algumas músicas mostram até influências do Hardcore, primando por uma batida simples, porém sempre precisa. “Echoes of The Tortured” possui aquele clima apocalíptico, e adota pouca melodia, soando mais soturno e raivoso, além de possuir uma sonoridade densa.

O fato de contar com dois vocalistas só melhora na versatilidade e torna a audição mais interessante. Talvez o tempo do trabalho seja a única ressalva. Apesar de 61 minutos não parecer muito, o estilo proposto e os padrões de vida atuais complicam para que se ouça um disco deste tamanho várias vezes em um dia, mas é só um detalhe.

Destaque para faixas como Splendor and Agony, Inverted Cross, Army of Chaos (que conta com participação de Schmier do Destruction) e Condemned to Suffer. Vale destacar que Dr. Mikannibal (Sigh) e Mirai Kawashima (Sigh, Necrophagia) também fazem participações especiais. Um trabalho que dificilmente daria errado.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records