quinta-feira, 27 de julho de 2017

Heterochrome – “Melancholia”

(2017 – Importado)
                                  
Independente

Banda iraniana de Teerã, a Heterochrome lança o primeiro full: “Melancholia”. Influenciada por Prog Metal, as seis canções do álbum estão bem arranjadas, com destaque para o trabalho das guitarras, o qual é variado, percorrendo as várias nuances do estilo proposto, tanto nas harmonias como nos solos.

Os “duelos” de vocais ao longo do CD merecem especial atenção, pois se encaixam perfeitamente, alternando a suavidade de Mida (a vocalista) com os vocais ‘masculinos’ (risos), naturais ou extremos. Nota-se, também, a influência dos primórdios do Opeth e afins.

A banda foi formada em 2014, estabilizando a formação com Mohammadreza, Mida, Mohammad, Khashayar e Armin. Sem querer entrar (mas já entrando... risos) em questões políticas, antes mesmo da ótima proposta apresentada no primeiro trabalho, estão de parabéns por se imporem musicalmente em um país que, por opções religiosas, abomina quaisquer manifestações ‘ocidentais’. Prova cabal de que a música pesada (e a arte em geral!) se sobrepõe e desafia quaisquer ranços disseminados pelo ódio, de qualquer fanatismo religioso, independente do credo.

O nome da banda é oriundo de um fenômeno (ou alteração) ocular chamado de ‘heterochromia’, a qual distingue em cores diferentes os olhos de um mesmo indivíduo, mas que (metaforicamente falando) convivem e trabalham unidos para o bem comum, sem distinção de etnias. Não poderia haver nome melhor, levando-se em consideração a origem da banda e dos ‘perrengues’ para ter a liberdade de expressão respeitada.


9,0

Adalberto Belgamo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records