quarta-feira, 18 de julho de 2018

Amorphis – “Queen of Time”


(2018 – Nacional)

Nuclear Blast / Shinigami Records

Após o ótimo “Under the Red Cloud” (2015) em que os finlandeses do Amorphis atingiram um nível altíssimo de criatividade, a banda retorna com “Queen of Time” para tentar superar isso e ao ouvir o trabalho, nota-se que atingiram o objetivo. E, melhor ainda, sem dar segmento ao antecessor e mesmo assim mantendo a identidade da banda.

Quem conhece sabe que hoje em dia o Amorphis tem seu próprio estilo, depois de ser um dos pioneiros do Melodic Death Metal e um dos principais nomes do Gothic/Doom. Estilos, aliás, que ainda são encontrados em sua sonoridade que hoje se mescla com diversos outros elementos.

“Queen of Time” é um disco que traz tudo que a banda propõe e mais um pouco, resgatando um pouco do peso e agressividade que devagar foram deixados de lado nos lançamentos dos anos 2000. Isso é uma dádiva, já que Tomi Joutsen é especialista no assunto, inclusive tendo um dos melhores guturais que já se ouviu.

Aliás, este é o oitavo disco com o vocalista, que acaba se tornando o principal ‘frontman’ da carreira da banda, que traz no novo trabalho uma sonoridade ao mesmo tempo direta, ao mesmo tempo diversificada e ao mesmo tempo trabalhada, com levadas intrincadas, quebradas e variação rítmica intensa. Coisas que só o Amorphis consegue fazer.

Mas sejamos honestos, a principal característica de “Queen of Time” é como ele é um disco com ‘feeling’ e emotivo. As melodias levam a isso, e incluir arranjos tão belos com instrumentos de sopro, sintetizadores bem escolhidos e o peso necessário nas músicas, o transforma em um dos melhores álbuns da banda.

Toda essa versatilidade imbuída nas linhas vocais, com os guturais aparecendo com ênfase novamente é de emocionar quem acompanha a banda faz tempo. Já os novos fãs virão a banda trazendo tudo que ofereceu em sua carreira num disco só. Imaginar que a versão nacional ainda vem com duas bônus...


9,0

Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records