terça-feira, 7 de maio de 2019

Arte News: OBSCURITY VISION: lyric video de “I Can See” foi removido do YouTube


OBSCURITY VISION: lyric video de “I Can See” foi removido do YouTube
Quem possui canal no YouTube sabe que essa ferramenta possui as tais leis de violação da comunidade, que é uma forma de o site controlar os conteúdos propostos à sua plataforma, mas o fato é que esses filtros são constantemente atualizados causando a remoção de conteúdos e, muitas vezes, dando prejuízo aos seus autores.
Aconteceu com a Obscurity Vision que, na segunda-feira (5), teve o lyric video de “I Can See”, retirado pela justificativa de “violar a política do YouTube sobre conteúdo violento ou explícito.”
Produzido hà quase três anos, o vídeo editado pelo ex-baixista da banda Nery Bauer representou o retorno do grupo depois de dois anos parado. Publicado no YouTube no dia 11 de novembro de 2016, “I Can See” entrou para o set list da demo “Obscurity Creation” (2002) relançada em 2016 e liberada nas plataformas destreaming.
O vídeo estava desde 2016 no ar, e foi feito com imagens retiradas do próprio YouTube. Muito irritante Porque isso não faz sentido! Tudo com imagens sem mostrar nada demais como sangue, agressão, ou coisa do tipo”, desabafa o guitarrista da banda Luiz Rodriguez.
Para você que não viu “I Can See” pelo YouTube, o videoclipe está presente no Facebook da Obscurity Vision, pelo menos até a rede social, que também atualiza seus filtros, o mantiver por lá. Confira no link abaixo:
Ouça a Obscurity Vision pelo streaming:
Spotify:
Deezer:
iTunes/AppleMusic:
Napster:
Anghami:
Tidal/WiMp:
Amazon Music:
Contato
Links relacionados


DIVISION HELL: responsáveis por lançar um dos mais pesados discos de 2015, inicia gravações de novo álbum, apresenta novo videoclipe e fecha assessoria com a Roadie Metal
No ano de 2015 um álbum chegava ao mercado e causava um fervor entre os fãs de música extrema do país, esse fato, ocorreu com o registro “Bleeding Hate” da banda curitibanaDivision Hell. Rapidamente o disco caiu nas graças de público e imprensa que não se limitaram a rotular o material como uma “obra-prima do metal pesado brasileiro”.

Quase quatro anos após lançar um dos melhores discos de Death Metal do Brasil, oDivision Hell se prepara para oficialmente comunicar o lançamento de mais um álbum. Ainda sem revelar muitos detalhes sobre o que estará presente nesse novo registro, o grupo, apresentou o primeiro single dessa nova fase de sua carreira. A faixa “I Am Death”recebeu um tratamento visual incrível, e, é oficialmente o novo clipe desse atual momento do grupo.

Outra importante informação é que a banda nos próximos dias estará apresentando seu novo baterista. Um músico renomado e com uma carreira digna de respeito, já assumiu as baquetas do grupo, e aguarda apenas as fotos oficiais da nova formação para ser apresentado.

Division Hell promete um 2019 recheado de novidades para os fãs que aguardam apreensivamente por lançamentos do grupo. Uma outa novidade, é que, o grupo agora é assessorado pela Roadie Metal e toda sua comunicação e criação, serão feitas pela assessoria que mais cresce no Brasil. Em breve mais informações.

Formação:
Hugo Tatara – Vocal/Guitarra
Renato Rieche – Guitarra
Johnny Benson – Baixo
Rubens Potrich – Bateria

Mais informações:


BARRIL DE PÓLVORA é a primeira banda da resenha em vídeo da Heavy Metal Online
No dia 4 de maio, sábado, o apresentador do programa Heavy Metal Online, Clinger Carlos Teixeira, iniciou em seu Facebook um quadro de videoresenhas estreando com a banda mineira Barril De Pólvora, que lançou seu álbum autointitulado em 2018.
Confira no link abaixo os comentários de Clinger sobre o CD:
O programa Heavy Metal Online é exibido no YouTube e Facebook com vídeos periódicos que falam tudo sobre a cena underground. Visitando seus canais oficiais, o headbanger encontra conteúdos como documentários, coberturas de eventos, entrevistas, opiniões, dicas de CDs, DVDs etc, tudo feito com qualidade e segurança de informação.
Para seguir e se inscrever nos canais, acesse os links:
Para ouvir o álbum “Barril de Pólvora” pelo streaming, acesse:
Spotfy:
Deezer:
Napster:
Amazon Music:
iTunes/Apple Music:
Google Play:
Contato:
www.instagram.com/barrildepolvora / @barrildepaolvora


OVERHEAD: convoca fãs para evento gratuito dia 18 de maio em Bauru/SP
A banda Overhead prepara um show exclusivo e que promete ser memorável para os fãs que comparecerem dia 18 de maio no “Frade Café”. O evento será uma celebração aoRock and Roll, onde o grupo apresenta seu vasto repertório de músicas autorais e seu mais recente trabalho, o disco “Na Madrugada de Bar em Bar”.

O evento será realizado na cidade de Bauru/SP e terá início as 16h00. Não será cobrado ingressos e aqueles que comparecerem terão a oportunidade de adquirir os merchan que oOverhead estará vendendo no local.

Não perca essa oportunidade de curtir uma das melhores bandas de Rock and Roll do Brasil. Compareça:

Serviço:
Evento: Overhead no Frade Café em Bauru/SP
Data: 18 de maio de 2019
Horário: 16:00
Gratuito.
Local: Frade Café
Endereço: R: Bandeirantes, 8-54, Bauru/SP
Mais informações:


FUSILEER: Banda é destaque no bloco ‘Sangue Noise’ do programa Comando Noise, ouça!

O power trio de Thrash Metal FUSILEER já começou os trabalhos de divulgação do vindouro “Extreme Torture”, porém ainda celebra a boa recepção do atual trabalho “War Triumph”.

O EP foi destaque no programa Comando Noise, onde as faixas “Thrash Metal”, “Obsessed By Thrash” e “Symphony Of Artillery” foram executadas no bloco ‘Sangue Noise’, especial aos clientes da Sangue Frio Produções, ouça agora:

https://www.mixcloud.com/comandonoise/88o-comando-noise-05052019/

O programa Comando Noise é apresentado por José Eduardo Brondi, o ‘Titio Bron Bron’, e vai ao ar todo domingo a partir das 20 horas pelas seguintes web rádios:

Radio Baixada Santista: 
http://www.radiobaixadasantista.com.br/
Skate Metal Old Web Radio: 
http://skatemetalold.com/
Web Rádio Alternativa Rock: 
http://radioalternativarock.com/

“Extreme Torture” é o álbum de estreia do FUSILEER e está previsto para ser lançado no segundo semestre de 2019 pela Sangue Frio Records em parceria com outros selos brasileiros. Interessados em participar deste trabalho escrevam para 
sanguefriorecords@sanguefrioproducoes.com ou pelo telefone (46) 98838-7204 (WhatsApp) solicitando material adicional.

Vantagens:
- Lançar um expoente do Thrash Metal brasileiro;
- Logo no encarte;
- Material gráfico de qualidade produzido pela FUG DESIGN (
http://fugdesign.com/projetos/);
- Praticidade e facilidade no lançamento;
- Preço justo para todos;
- Qualidade Sangue Frio Produções de divulgação pré e pós lançamento (resenhas nos principais veículos de comunicação do Brasil);
- Organização no trabalho;
- Confiança de uma empresa há 6 anos no mercado;

Ouça a faixa “Toxic Or Human”, divulgada recentemente:


DIVULSOR: ‘The Ultimate Death Metal Terror’ acontece nesta sexta-feira na Inglaterra

Contagem regressiva para um dos mais importantes eventos da carreira do DIVULSOR até o momento. A banda se apresentará pela primeira vez em solo europeu, no ‘The Ultimate Death Metal Terror’, em Londres, Inglaterra.

O show acontece nesta sexta-feira (10/05) no conhecido bar ‘Nambucca’, e contará também com Body Harvest (Inglaterra), Death Commander (Escócia) e Carnation (Bélgica), confira o cartaz completo:

https://sanguefrioproducoes.com/upload/imagens/mediaset/DIVULSOR_Lo_Res_Inglaterra.jpg
Link do evento no Facebook para obter ingressos e mais informações: 
https://www.facebook.com/events/2241023849452874/

Encontre o DIVULSOR nas principais plataformas de streaming:


RIZZI: libera primeiro EP em todas as plataformas digitais
Formada em 2011, a Rizzi é uma banda que une vários elementos distintos do Metal, sua sonoridade apresenta elementos de Heavy, Symphonic, Ghotic e Death Metal, tudo muito bem elaborado em uma mística única.

Em 2019, o sexteto se prepara para apresentar oficialmente seu primeiro full da carreira, enquanto esse material é trabalhado, as primeiras composições já podem ser conferidas. As faixas “Tears Fall Down”, “Time Is Short” e “The Rain”, são os primeiros singles que aRizzi liberou oficialmente.

As músicas que inicialmente foram liberadas no canal oficial da banda em formato de videoclipe, agora são disponibilizadas em formato de EP (autointitulado) em todas as plataformas digitais. A espera acabou e os fãs do grupo mineiro já podem conferir as músicas no Spotify, Deezer, ITunes, Google Play, Napster, Tidal, Music.Amazon, Amazon, Akazoo, 7 Digital e várias outras plataformas.

Abaixo deixamos o canal oficial do grupo no Spotify, se você for usuário de outras plataformas, basta buscar por Rizzi e rapidamente irá encontrar o material da banda. Confira:


Formação:
Milady Rizzi Franklin: Vocal
Grégory 
Rizzi Franklin: Guitarra
Alex Mesquita: Guitarra
Wendrel Ferraz: Bass
Humberto Souza: keyboards
Wylker Murer : drums
Mais informações:


MONDAY RIDERS: single e clipe de “Lost in Time” disponível em todas as plataformas de Streaming e no YouTube
O novo single do Monday Riders é apenas o princípio de uma nova fase que está muito próxima de se iniciar. A faixa “Lost In Time” abre as divulgações do novo álbum “Fire Blood and Gasoline”, o disco, está sendo gravado e muito em breve o grupo estará liberando mais um single desse aguardo registro.

Enquanto a banda vai desenrolando o processo de gravações, produções e masterização do novo álbum, o single “Lost In Time” se encontra disponível para audição em todas as plataformas digitais e possuí um clipe muito bem elaborado e com imagens belíssimas de uma região do cerrado goiano.

Você pode conferir o clipe e a música em uma das opções abaixo, recomendamos que escolha as duas!

Clipe oficial de “Lost In Time”:

Single “Lost in Time” pelo Spotify:

Monday Riders é formado por:
Jairo Resenrods – vocal
Renato Teixeira – guitarra
Wagner Felix – baixo
Paulo Meneses – bateria
MAIS INFORMAÇÕES:


THE GOTHS: libera álbum “The Death” em todas as plataformas digitais
O primeiro álbum do The Goths, “The Death”, foi originalmente lançado no ano de 2016, após um hiato de quase três anos, o grupo retoma sua carreira e informa que está em processo de composição de novas músicas e entre o fim de 2019, início de 2020, um novo material de estúdio estará sendo lançado pela banda.

Enquanto trabalham arduamente nas criações de novas músicas, o álbum “The Death, altamente elogiado pela imprensa em seu ano de lançamento, acaba de ser oficialmente liberado em todas as plataformas de Streaming pelo selo digital da Roadie Metal.

Agora você pode conferir as excelentes músicas “Killing Your Fate”, “Too Late”, “The Death” e todo registro no Spotify, Deezer, ITunes, Google Play, Napster, Tidal, Music.Amazon, Amazon, 7 Digital e vários outros.

Abaixo os links do Spotify e Deezer:

Spotify:

Tracks:
01 – The Death
02 – Killing Your Fate
03 – Kingdom of Sorrow
04 – Waiting for Changes
05 – Me... My Own Enemy
06 – Strange Way of Living
07 – Nightmares in Your Head
08 – Too Late

Formação:
Felipe Disselli – Voz/Guitarra
Franz Souza – Guitarra
Will Costa – Baixo
Lucas Disselli – Bateria
Mais informações:


BRUTALLIAN: assista apresentação da banda no programa Show Livre
Na última sexta-feira, o Brutallian esteve na cidade de São Paulo para se apresentar no programa “Show Livre” sob o comando do lendário músico brasileiro, Clemente.

O programa foi transmitido ao vivo e para você que nunca viu a banda em performance ao vivo, essa é sua oportunidade para sentir toda a energia que o grupo destila em suas músicas. Uma aula de Heavy/Thrash do início ao fim.

Brutallian focou nas músicas de seu mais recente lançamento, o álbum “Reason For Violence”. Ao todo foram tocadas sete faixas, sendo apenas “You Can’t Deny Hate” do álbum “Blow on the Eye”.

Além de você conferir a apresentação do grupo pelo YouTube, onde se encontra disponível no canal oficial do Show Livre, em breve a apresentação completa estará sendo liberada em todas as plataformas de Streaming para os fãs poderem escutar em sua plataforma favorita.

Assista ao Brutallian ao vivo no Show Livre:

Tracks:
01 – Matracada
02 – Real Life
03 – Fear Inside Rage Outside
04 – Rear Naked Choke
05 – Reason For Violence
06 – From Hell We Are
07 – You Can´t Deny Hate

Formação:
Pablo Barros – vocal
Lex Wave – guitarra
Fabio Matta – baixo
Raul Campos – bateria
Mais informações:


NECROFOBIA: novo álbum estava sendo trabalhado à 15 anos
Alguns detalhes foram revelados pelos músicos do Necrofobia, sobre o processo de criação do mais recente álbum “Membership”. O registro que foi oficialmente lançado dia 27 de abril, conta com 13 faixas autorais, obteve o início de suas composições no ano de 2005, logo após a banda ter lançado o álbum “Dead Souls”.

Um dos fatores deste álbum ser importante para a banda, é que, o processo de gravações que perdurou por 15 anos, conta com o ex-guitarrista Guzzardi, falecido em 2014, em partes das guitarras do álbum e no solo da música Membership, material que foi complementado pelo atual guitarrista Rodrigo Tarelho.

Entre esse período, os músicos Romulo Felício e João Manechini trabalharam as letras que exploram malês sociais implícitos no dia a dia. Assuntos como imolação, protestos, exploração empresarial, tecnologia e alienação, são os temas principais de toda construção lírica de “Membership”.

O álbum se encontra para venda física pela loja online do Necrofobia, aqueles que são adeptos de plataformas digitais, o disco está disponível no Spotify, Deezer, ITunes, Google Play, Napster, Tidal, Music. Amazon e várias outras.


Formação:
Romulo Felício: Vocal/Guitarra
André Faggion: Bateria
João Manechini: Baixo
Rodrigo Tarelho: Guitarra
Mais informações:


VELHO BUFFALO RUFFUS: apresenta origens, escolha do nome e EP de estreia “Terror”
Em 2015 surgia a banda Velho Buffalo Ruffus na cidade do Rio de Janeiro, os primosSaulo Jorge (vocal/guitarra) e Marcelo Rodriguez (vocal/guitarra), resolveram juntar seus interesses pela música pesada, e assim, formar uma das bandas mais densas e alcoólicas do Brasil.

Com um estilo que difundi elementos mais pesados aliados a riffs velozes, o grupo criou algo novo, denominado de “Power Drunk Metal”, onde suas letras abordam assuntos sobre violência, sexo e mulher. A ideia do nome veio da representatividade do animalBúfalo, que é considerado um dos mais bravos e indomáveis seres da natureza, pensando na força e resistência desse animal, o grupo criou o nome que é uma analogia direta ao som proposto pelo grupo.

No final de 2019, Saulo e Marcelo, resolveram largar o Rio de Janeiro e se estabeleceram na cidade de São Paulo, para que sua obra recebesse maior atenção e de fato, obtivesse o respaldo que seu antigo estado não proporcionava ao grupo. E essa mudança foi fundamental para que a banda angariasse inúmeros seguidores e conquistasse várias oportunidades de se apresentarem em show, pubs e evento, tudo, devido ao lançamento de seu primeiro EP intitulado de “Terror”.

O registro que conta com 05 faixas pode ser conferido em todas as plataformas de Streaming e abaixo deixamos o disco na integra para audição completa pelo canal oficial da banda no YouTube.


Marcelo Rodriguez revelou como foi o início do Velho Buffalo Ruffus e que muita coisa ainda está por vir: “Eu e o Saulo somos primos desde que eu nasci hahaha, sempre fomos bem parceiros desde criança, ele sendo mais velho que me incentivou a começar a tocar lá atrás, quando eu tinha 14 anos, desde então sempre tivemos esse sonho. Em 2012 montamos uma, que não deu certo. Brigamos e ficamos 2 anos sem se falar. Voltamos a conversar em 2015 quando montamos a banda. Isso acontece, normal. Passamos por vários perrengues para arrumar integrantes e pessoas que tivessem compromissadas junto com a gente nessa vontade, muitos já se foram e ainda estamos em pé para continuar caminhando.

Velho Buffalo Reffus é formado por:
Saulo Jorge – Vocal/Guitarra
Marcelo Rodriguez – Vocal/Guitarra
Rafael Tacci – Baixo
Romer Rosales – Bateria
Mais informações:


INFECTOR CELL: encerradas as gravações e masterização do EP “Welcome To Brutal Reality”
A espera está muito próxima do fim, as regravações do EP “Welcome To Brutal Reality” do Infector Cell, está totalmente finalizada e muito em breve, o grupo, estará liberando o material para que seus fãs possam consumir esse material que originalmente foi gravado em 2008.

O grupo teve a ideia de refazer todas as gravações desse material e presentear seus seguidores e adeptos, com uma nova e revigorante produção desse registro que é responsável por apresentar o Infector Cell ao mundo.

Ao todo o material terá 05 faixas, sendo uma abertura e quatro canções, o material além de apresentar um peso incrível, traz uma novidade importante. O disco contará com a participação do vocalista Luiz Carlos Louzada do Vulcano, que gravou uma das faixas e abrilhanta ainda mais esse relançamento todo regravado.

O EP foi gravado no “Estúdio 03” na cidade de Osasco/SP e contou com a produção do renomado “Friggi Mad Beats”, a mixagem ficou por conta de Augusto Lopes do estúdio “Casa Negra”.

O novo registro “Welcome To Brutal Reality” estará disponível em breve em todas as plataformas de Streaming e em versão física. Aguarde e acompanhe a banda em suas redes sociais para ser um dos primeiros a adquirir o material.

Formação:
Allan Pereira – Vocal
Fagner Oliveira – Guitarra
Giovanni Tolosa– Baixo
Fernando Santos – Bateria

Mais informações:
Site Oficial: www.infectorcell.com.br


OMEGAKILL: banda é entrevistada no “Diferencial Canal”, assista
O programa “Diferencial Canal” chega à sua quarta temporada, sendo exibido noYouTube, o canal tem como objetivo divulgar, entrevistar e fomentar bandas de MetalNacional, com maior exponencial aos artistas de Fortaleza/CE e região.

Chegando a sua 51º edição, o programa entrevistou uma das jovens e mais promissoras bandas do estado cearense. A Omegakill e quatro dos cinco integrantes, estiveram no estúdio do “Diferencial Canal” e revelaram várias informações sobre o trabalho do grupo.

Confira o programa pelo vídeo abaixo:

Formação:
Pedro Alves – Vocal
Biel – Guitarra
Rick Sores – Guitarra
Marlisson Silva – Bateria
Henry Matias – Baixo

Mais informações:


MELYRA: Rock pesado na Zona Norte do Rio
O Heavy e o Trash Metal se encontram no palco da Heavy Duty, na Zona Norte do Rio. No dia 10 de maio (sexta-feira), o evento chamado “Rock 100 Fronteiras” convida as bandas Melyra, Callamity, Terrorstorm e Narphellin para uma noite voltada aos apreciadores do rock pesado. A casa abre às 21h, com ingressos a valores “pague quanto puder”, a classificação etária é de 18 anos.

Performance enérgica, som pesado e riffs poderosos são as principais características da Melyra, grupo carioca formado em 2012. De lá pra cá a banda já tocou no Circo Voador (RJ), abrindo para os suecos do Arch Enemy; participou do tributo ao cantor Edu Falaschi, conquistando elogios da crítica; além de tocar em eventos conhecidos na capital fluminense, como Rio Novo Rock, Rio Banda Fest e Roquealize-se. A banda é formada por Fernanda Schenker (guitarra), Nena Accioly (baixo e guturais), Roberta Tesch (guitarra e backing vocal), Verônica Vox (voz) e Drika Martins (bateria).

Com cinco anos de trajetória, a Callamity é uma banda de trash metal brasileira com influências alemãs e estadunidenses. Eles apresentam no repertório canções autorais que estarão no disco de estreia, que será lançado em breve. Fazem parte da banda os músicos Thiago Barcellos (voz e guitarra), Tom Santoro (guitarra), Vitor Amaral (baixo) e Fillype Lázaro (bateria).

Na estrada desde 1996, a Terrorstorm une influências do trash metal da década de 80, com músicas rápidas e com identidade. No setlist da apresentação, um apanhado das músicas mais conhecidas da discografia da banda, que conta com o disco "Neurotic World" (2004) e "Euthanasia" (2008). O grupo é formado por Carlos Brutal (guitarra), EC Gouveia (bateria) e Glauco Ricardo (baixo).

Quem também se apresenta é a Narphellin, que mistura metal e hardcore em suas canções. No repertório do show, as músicas do EP recém-lançado, “Reféns do Medo”. A banda é formada por Bruno Dias, Ícaro Silva, Luan Carmelo e Gabriel Reis.

O Heavy Duty Beer Club é dos bares mais tradicionais da cena de metal no Rio. Localizado na Praça da Bandeira, conhecida popularmente entre os frequentadores como Garage, o espaço conta com a fama de ter o “pior atendimento da cidade”, graças ao acolhimento diferenciado do dono do bar, Zeca Urubu. O Heavy Duty fica na Rua Ceará, nº 104, e os shows começam às 22h.

Serviço
Rock 100 Fronteiras
Data: 10/05/2019 (sexta-feira)
Horário: 21h
Local: Heavy Duty
Endereço: Rua Ceará, nº 104 - Praça da Bandeira - Rio de Janeiro/RJ
Entrada: Contribuição voluntária
Classificação etária: 18 anos


INVOKAOS: concede entrevista ao programa “Metal Brazil” nesta terça-feira as 21h00
Um dos programas que mais cresce e ajuda a fomentar a cena nacional, o programa “Metal Brazil” que é transmitido na rádio “Antena Zero” todas as terças as 21h00, irá apresentar um bate papo com um dos nomes que estão em maior evidência no Metal nacional.

A bola da vez é a banda Invokaos, que estará comentando sobre todo o material já lançado e revelando novidades de um vindouro novo álbum de estúdio, que, está para ser lançado entre 2019/2020.

O programa é comandado por Nina Stillo Carol Dimitruk, que juntas, já concederam espaço para inúmeros artistas do país. Focado em divulgar apenas Rock e Metal nacional, o programa é uma excelente pedida para essa terça feira.

Escute pelo link: http://antenazero.com

Formação:
Bruno Bacchiega - Vocal
Thiago Queiroz - Bateria
Alexandre Jansen - Guitarra
Léo Bulhões – Baixo

Mais informações:


DFRONT SA: assista ao novo clipe “Inflamado”
Dfront SA acaba de disponibilizar seu novo vídeo clipe oficial, além de apresentar um vídeo onde o grupo se apresenta ao vivo em estúdio, a música “Inflamado” é uma composição inédita e chega como primeira ação oficialmente liberada pelo grupo com conteúdo do novo álbum a ser lançado agora dia 10 de maio.

A música estará presente no registro “DFront SA no Stúdio”, onde o grupo executa cinco faixas ao vivo e entre elas a novíssima “Inflamado”. O álbum será lançado oficialmente em todas as plataformas digitais através do selo da Roadie Metal.

Assista ao clipe de “Inflamado”:

DFront SA é formado por:
Silvio Guerra: Vocal
Nathan Klak: Guitarra
Magno Antônio: Bateria
Gláucio Magalhães: Baixo
Mais informações:


LONERAVEN: Banda anuncia lançamento de single via Electric Funeral Records
A banda Loneraven surgiu em Agosto de 2017. Um projeto iniciado por Caio Fiuza e Jessé cerqueira (ex-The Last 4 Things) e Pedro Villa Nova (ex-We Are The Revenge). A banda de metal alternativo, conta com influências do Djent, Nu Metal e Metalcore e, após um período de conversas definições sobre seus primeiros passos, iniciaram-se as gravações de "Absolute Dark", o primeiro CD da banda. Durante o processo de gravação, o baixista Thiago Raphael (ex-Harmônico 3) se juntou ao trio.

O álbum conceitual de oito faixas narra as ações e pensamentos do Loneraven, um serial killer fictício que leva o nome da banda. Desde as maiores angústias e pensamentos mais profundos, até a fuga de seus maiores medos, remetendo à variações de ambiências e leads com refrões com peso, vocais melódicos e guturais expressivos. “Forsaken” é a primeira música de trabalho do album conceitual “Absolute Dark”, que foi produzido por Matt Nunes, guitarrista da Roterdan

O trio se prepara para o lançamento do single “Forsaken” dia 17 de maio em todas as plataformas digitais via Electric Funeral Records.

Para conhecer mais e ficar por dentro das atualizações e do som do Loneraven, curta e siga a banda:


NEURO RUPTURA: Show de relançamento do álbum “2K18”
Após estrear este ano a sua nova formação que conta com o novo guitarrista Rodrigo Carpes, a banda NEURO RUPTURA retoma sua agenda de shows se apresentando no estúdio do Complexo Artístico e Cultural RR44 com um show intimista de relançamento do álbum “2K18”. Apresentando na íntegra o álbum, lançado em abril do ano passado, passando por músicas do EP “Caminho” de 2014 e tocando pela primeira vez para o público sua nova música com nova formação. O single “Forças para Lutar” será lançado ainda neste semestre e contará com uma participação mais do que especial nos vocais. O evento será realizado no dia 25 de maio, às 18h, na sede do RR44, localizada na Rua Silva Só, nº 44, em Porto Alegre. Os ingressos limitados a 40 unidades estão à venda exclusivamente pelo site do Sympla, no valor de R$20,00 (vinte reais).

A banda NEURO RUPTURA destaca-se por não se encapsular em um estilo específico, a sonoridade da banda caminha livremente entre o Rock Alternativo, o New Metal/Nu Metal, Metal Alternativo e todas as referências advindas de seus integrantes, trazendo toda a personalidade do grupo.

Formada por Marcos Ramírez (vocal), Jean Kaiser (vocal), Marcus “Titânio” (guitarra), Rodrigo Carpes (guitarra), Diego Lucher (bateria) e Guilherme Carvajal (baixo), o sexteto teve seu primeiro trabalho de estúdio lançado em 2014 de forma independente, com o EP “Caminho” contendo cinco músicas autorais em formato digital. Em 2018, também de maneira independente, lançaram seu primeiro álbum completo, o CD intitulado“2K18”, composto de dez faixas inéditas e produzido por Wes Di Castro, Diego Lucher e Marcus “Titânio” e mixado/masterizado por Wes Di castro no DropAllien Studio.

Todos os meses, o RR44 recebe as mais variadas atrações artísticas e encontros voltados ao ensino da música. Diariamente, o espaço recebe bandas, professores, alunos e produtores musicais para cursos, gravações audiovisuais, pocket shows, palestras e workshops. Acompanhe a agenda de eventos através da fanpage:https://www.facebook.com/complexorr44/

Show com Neuro Ruptura
Dia: 25 de maio de 2019
Horário: 18 horas
Local: Rua Silva Só, 44 - Porto Alegre
Ingressos limitados a 40 unidades

Mais informações:

Ouça “2K18” no Youtube:


FURIA ROCKPAULERA: Novo single debate a problemática das drogas e corrupção
Já está disponível o novo single da banda gaúcha FURIA ROCKPAULERA“Mata-se”, que estabelece uma nova fase para o trio Bruno Ramos Vaz (vocal e guitarra), Duda Barcelos (baixo) e Fabrício Ruivo (bateria). Gravado, mixado e masterizado pelo produtor Rodrigo Cunha na cidade natal da banda, Santa Maria, “Mata-se”apresenta a sonoridade característica forjada nestas duas décadas de “rock paulera”: peso e agressividade guiados por letras em português que servem como critica para a realidade crítica do Brasil. “Mata-se” antecede uma série de lançamentos que estão por vir, inclusive um novo single alusivo aos 20 anos da banda.

Embora o baterista Fabricio Ruivo tenha declarado que a letra deveria ser interpretada de uma forma pessoal por cada ouvinte, “Mata-se” fala abertamente sobre os problemas que cercam a descriminalização das drogas.“A letra de "Mata-se" é reflexo da nossa realidade, realidade do nosso país. "Mata-se" é baseada naquela máxima de que se atira primeiro para perguntar depois, mata-se o bandido/traficante para ele não matar o cidadão. Retrata o tráfico de drogas como uma das consequências do tráfico de influências e da corrupção que suga nosso país como um câncer e como um alvo que o Estado não consegue atingir com suas políticas ineficazes e políticos incompetentes. O que nos faz refletir qual é a causa disso tudo? Quem é que lucra com essa história? A realidade é que este tema é como um tabu na nossa sociedade, não se discute políticas que tratem das drogas e tudo que ela envolve, nem de sua descriminalização, não se leva em conta as consequências dessa guerra por que ela ocorre lá na parte de baixo da pirâmide ou no morro, na vila... Basta esconder as cagadas atrás da porta e a vida segue e quem prega a proibição é quem mais lucra nesse jogo.”.

Ouça o single “Mata-se”:

Youtube:


Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br


OVERDOSE NUCLEAR: Debut é disponibilizado nas plataformas digitais
A banda OVERDOSE NUCLEAR acaba de lançar seu primeiro álbum, autointitulado, contendo oito faixas cantadas em português e envoltas num Heavy/Thrash Metal recheado de riffs cortantes e letras altamente críticas à situação do Brasil. A capa do álbum contou com o talento de Caio Caldas e a produção ficou a cargo de Hugo Silva, do Estúdio Family Mob. O vocalista Júlio Candinho conta que levou um tempo até que dessem início às gravações do álbum: “Assim que retornamos das gravações da nossa demo "Os Urros que vêm da rua!” em 2015 já iniciamos o processo de composição do álbum com tudo que aprendemos lá "Mr. Som Estudio". E nesse meio tempo, passamos por diversas formações e formatos, inclusive fomos um power trio por um tempo. Também passamos por todos aqueles velhos problemas de todas as bandas, até que finalmente acertamos a mão, construímos uma formação caoticamente harmônica, finalizamos as músicas e corremos para o estúdio!”.

Sobre o processo de gravação em si, o processo foi rápido e rasteiro, conforme conta o guitarrista Marcus Goulart: “Chegamos a São Paulo no dia 5 de julho, e voltamos dia 11 de julho de 2018, ou seja, gravamos o instrumental do álbum em apenas cinco dias, sem frescuras, gravando pelo menos 12 horas por dia no Family Mob“. Sobre o resultado final ter saído tão orgânico e pesado, Júlio Candinho explica: “O encarregado das gravações foi o Hugo Silva, um monstro da música e um ser humano incrível, aprendemos muito com ele e conseguimos chegar nesse resultado juntos. Buscávamos uma sonoridade única que exaltasse nossas composições e arranjos buscando "aquele sonhado" equilíbrio entre o moderno e aquilo que ouvimos a vida toda, algo feito para durar. Deparamos-nos com um estúdio monstruoso, equipamentos de primeira, aconchegante, e por cinco dias insanos foi nossa casa. A equipe do estúdio, Otávio Rossato (técnico de Som) e o Hugo foram incríveis, de um profissionalismo impecável e fomos muito bem recebidos pelos donos do estúdio, Estevam Romero e Jean Dolabella. O vocal foi finalizado posteriormente e a masterização ficou a cargo de David Menezes.”.

Um dos destaques do álbum é a faixa que dá nome à banda, com dez minutos de duração. Verdadeiro épico Thrash Metal, a música conta com influências variadas, que vão desde o Black Sabbath até o mais insano Thrash Metal. Candinho explica como ela surgiu e como foi trabalhar até chegar ao resultado final: “A música “Overdose Nuclear” foi a última a ser finalizada, apesar de ser umas das primeiras composições da banda, mas na época que começamos a criar ela, percebemos que era muita coisa para o que nós éramos no momento, tivemos que amadurecer, evoluir e crescer pra conseguir finalizá-la. Considero ela como a representação da nossa jornada, do principio da banda até o momento que entramos no estúdio, muitas reviravoltas, riffs insanos, muitos andamentos diferentes e uma longa, longa caminhada, sem nunca esquecer nosso objetivo, que é fazer do nosso som algo que agrade a nós mesmos primeiramente, não se importando com modismo do momento, ou se uma musica de 10:20 é muito longa pro momento atual escroto da cultura, onde tudo tem que ser curto e descartável. A “Overdose Nuclear” não, ela veio pra ficar!”.

“Overdose Nuclear” já está disponível em todas as plataformas digitais, e segundo a banda, a versão física também deveria sair agora: “pretendíamos lançar tanto o material digital, quanto o físico na mesma data, porém houve problemas envolvendo a arte do encarte, e só devemos estar lançando material físico em CD no mês de junho, e posteriormente uma versão em vinil.”.

Ouça “Overdose Nuclear”


Youtube:

Deezer:

Contatos:
Site oficial: www.overdosenuclear.com
Assessoria de Imprensa:  www.wargodspress.com.br


SYMPTOMEN: Em entrevista, declaram: “A crítica é mais profunda do que parece”
Em entrevista para o blog Arte Metal, a banda SYMPTOMEN falou sobre as mudanças de sonoridade do novo álbum, “Welcome to Brazil”, e também explicou todos os pormenores envolvendo as letras, focadas em críticas ao mais diversos problemas e situações ocorridos no Brasil, do seu “descobrimento” até os dias de hoje. Nas palavras do redator Vitor Franceschini, ““Welcome To Brazil” é um disco que foge do comum dentro do Heavy Metal Tradicional, que costuma muito abordar coisas fantasiosas”, destacando assim o intenso trabalho da banda em criar um material diferenciado.

O guitarrista e vocalista Iago Pedroso explicou: “Acredito que algumas pessoas podem achar que o álbum tem alguma posição política com relação ao cenário atual, é claro que em alguma dose sim, mas é muito mais que isso, o álbum começou a ser idealizado no final de 2015, muita coisa aconteceu na política de lá pra cá, poucas delas estão de fato na temática do álbum. Portanto o álbum traz problemáticas que vêm de muito tempo. Por exemplo, quando eu digo em “Hail to the King” que as pessoas esperam por um único homem como um “salvador” da pátria, isso pode dar a entender que estou falando do atual presidente, não que não seja também, mas a questão é: quando não foi assim? O brasileiro, no geral, sempre pensou assim de qualquer presidente. A crítica é mais profunda do que parece.”.

Na entrevista foi destacada ainda a sonoridade mais trabalhada, com elementos progressivos, saindo um pouco do formato básico do Heavy Metal tradicional. Iago comentou que “A progressividade vem do simples fato de querer sair do comum, isso a história da música nos conta. Não somos uma banda de Prog Metal e nem tínhamos a intenção de soar como uma, mas quisemos sair um pouco da zona de conforto, não queríamos soar tão “quadrados” quanto nos álbuns anteriores, apesar de entender que nosso público estava habituado a isso.”.

Em resenha do álbum, publicada no mesmo blog, Vitor Franceschini explicou melhor este flerte com o Prog Metal: “Nota-se um pouco de flerte com o Prog Metal, talvez em doses homeopáticas, e efeito da entrada do guitarrista Kim Malthus, que mostra riffs bem elaborados e solos propícios com melodias na dose certa. Mas nada que afete o Heavy Metal tradicional da banda, que continua empolgante e com uma pegada certeira.”.

Leia a matéria completa:

Ouça “Welcome to Brasil” no Youtube:

Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br


Nota do TORTURE SQUAD sobre o ocorrido no show de Araraquara, SP
“Ninguém do Torture Squad é fascista, Bolsonarista, coxinha etc, como descreveu o autor da nota, que não se identificou (pelo menos não foi encontrado o nome do jornalista); ao contrário... A posição política, e de vida, dos integrantes da banda não tem nada a ver com fascismo ou com qualquer pessoa que apoie esse tipo de ideia”.


Desconforta também ver um veículo de comunicação divulgar uma nota com acusações sérias, sem nenhum depoimento de envolvidos, sem falar com ninguém da banda, sem fazer nenhum tipo de apuração, e mesmo assim, divulgar, sabendo que a notícia irá se tornar uma bola de neve com pessoas compartilhando em redes sociais etc... Triste... enfim...

Indo direto ao assunto, basicamente o que aconteceu foi que, em um certo momento do show, manifestações contra e a favor de políticos foram entoadas pelo público e por parte da banda não houve censura. E como registram nossas músicas não defendemos ou temos políticos de preferência, que segundo a banda a própria história da política brasileira é a culpada disso, de ajudar a não construir uma confiança, e sim o contrário, ajudar a destruir qualquer tipo de crença nos políticos dos tempos modernos do Brasil.

" A real intenção do que disse ontem no show era de mostrar que aquele era um momento de celebração a música, e não de política, que já vivemos tanto no dia a dia das nossas vidas. Que o show era o momento de sairmos um pouco dessa realidade dura da política brasileira para se divertir e energizar com a arte da música. Verdade que peguei pesado quando falei que queria que todos os políticos morressem. Claro que foi o calor do momento, é pesado, e estou generalizando, está errado, e peço desculpas por isso, até porque não sou uma pessoa de generalizar, mas estou dizendo claramente sobre políticos desonestos e corruptos que só fodem com a nossa vida há tempos, isso sim. Mas infelizmente, não foi assim que um dos manifestantes interpretou a mensagem e realmente não sei porque ele se sentiu tão ofendido pois claramente queremos o mesmo para o nosso país, que é o bem da nação." Disse Amilcar Christófaro um dia após o ocorrido.

Incomodado, durante o restante do show, o manifestante saiu de qualquer manifestação política para uma falta de respeito, xingando e fazendo gestos obscenos para o baterista. E foi depois desse momento que Amilcar pediu que o manifestante fosse retirado pelos seguranças locais. Coisa que não aconteceu, mas mesmo assim, com tudo aparentemente apaziguado, a banda continuou o show.

Quanto à acusação de que o Torture Squad tentou silenciar essa mesma pessoa, é mentira. Como dissemos, o baterista só pediu para que o manifestante fosse retirado por seguranças pois seus protestos já não eram contra ou a favor de políticos, mas tratavam-se de falta de respeito com provocações e ofensas ao baterista Amilcar Christófaro e ao baixista Castor.

Diferentemente do que o site diz, todo o público ficou com a banda até o término do show, tanto que Amilcar perguntou no microfone " Vocês estão aqui pela política ou pela música?", e a resposta foi o público gritando MÚSICA tão alto em uníssono que chegou a ser emocionante.

Uma pena um site escrever e falar o que quer difamando pessoas do bem como nós doTorture Squad. Trabalhamos duro a vida inteira, sempre na humildade, sendo íntegros e honestos, sem querer tirar vantagem ou passar por cima de ninguém, e não serão calúnias assim que vão nos tirar do prumo. Podem ter certeza.

Lembrando que vivemos um momento delicado em que no país os ânimos estão exaltados, e que muitas vezes a incompreensão e a violência emergem das pessoas, por isso pedimos muita calma e cautela para todos quando forem conversar sobre política.

Saibam que aprendemos muito com esse episódio também e pedimos nossas sinceras desculpas a todos que estavam no evento, aos promotores, as bandas e principalmente aos fãs do TS que como sempre, estavam lá pelo amor a banda, demonstrando todo carinho e devoção a nossa música, que tiveram que aturar esse momento de desconforto e energia mais do que negativa. Nossas mais sinceras desculpas. Isso não irá se repetir. Vocês definitivamente não merecem. Amamos vocês do fundo dos nossos corações.

PAZ

Contato para jornalistas:

Formação:
May “Undead” Puertas – vocal
Rene Simionato – guitarra
Castor – baixo
Amilcar Christófaro – bateria
Mais informações:
Site Oficial: www.torturesquad.net.br


HEAVEN: Banda brasileira que mescla coral com Heavy Metal fecha parceria com a Foggy Filmes para videoclipe
Banda brasileira que mescla coral de vozes com Heavy Metal fecha parceria com a Foggy Filmes para produzir o videoclipe do seu próximo lançamento!

A banda HEAVEN - Choir Metal, que busca mesclar a leveza de um coral de vozes com o peso do heavy metal, acaba de fechar parceria com a Foggy Filmes para a produção do videoclipe do seu próximo lançamento, intitulado Slay the Fiends Within.


Sobre “A Slay The Fiends Within”
Com lançamento previsto para meados de Maio de 2019, a música Slay The Fiends Within possui fortes influências oriundas do power metal e sua letra foi escrita com a intenção de transmitir uma mensagem positiva sobre a vida. A música será disponibilizada nas maiores redes de streaming e também na versão em mídia física.

Concomitantemente, a banda produzirá um videoclipe em parceria com a Foggy Filmes, uma das empresas das mais influentes no ramo, com trabalhos desenvolvidos para grandes nomes do cenário nacional (Edu Falaschi, Hangar, Noturnall, entre outras bandas) para a divulgação do seu próximo trabalho.

OUÇA A HEAVEN - CHOIR METAL


EMANUELE BODO lança álbum de estreia
O artista italiano de Metal Progressivo Emanuele Bodo lançou seu álbum de estreia “Unsafe Places”. O álbum foi gravado em "Ænima Recordings" e mixado / masterizado por Mattia Garimanno.


Emanuele Bodo nasceu em 1983 em uma pequena cidade no norte da Itália e começou a tocar guitarra aos doze anos de idade. Em 2018, Emanuele juntou forças com Mattia Garimanno (bateria), Davide Cristofoli (teclado) e Carlo Ferri (baixo) e a formação foi completada.


AGE OF THE WOLF lança novo single
A AGE OF THE WOLF, da Costa Rica, acaba de lançar seu novo single "Goddess of the Hunt". A música é tirada de seu próximo álbum “Ouroboric Trances”, que será lançado em 17 de maio pela Aural Music.

Ouça a faixa aqui:

Encomende aqui:


LIFES lança um novo single
A LIFE de Milwaukee acaba de lançar seu novo single "Unsedated Suffocation". A música é tirada de seu próximo álbum “Treading Water”, que será lançado em junho.


Pré-encomendas:


ROCK'N'GROWL RECORDS anuncia coletânea
A ROCK'N'GROWL RECORDS, uma divisão da ROCK'N'GROWL PROMOTION, anunciou o lançamento de um Sampler digital de Rock / Metal chamado 'RAWKAHOLIC Volume 1' com 15 exclusivas faixas inéditas de estúdio e ao vivo para junho de 2019. As três primeiras bandas ser anunciar são SYTERIA, AIRFORCE e DESOLATION ANGELS.

Ainda há vagas disponíveis e as bandas podem enviar suas músicas para: promo@rockngrowl.com

# 1 SYTERIA apresentando Jax Chambers do lendário Girlschool é uma banda de rock britânica formada em 2015. www.facebook.com/syteriaband

# 2 AIRFORCE é uma banda de rock clássico original de Londres que se formou em 1987 e foi uma força importante dentro da cena inicial da NWOBHM. www.facebook.com/chop.airforce

# 3 DESOLATION ANGELS nasceu em 1981 e é uma banda da NWOBHM com colossal 'HEAVY ROCK RIFFING' de Londres, Inglaterra, Reino Unido! A banda faz "Rock Clássico", mas com um toque moderno e contemporâneo! www.facebook.com/DesolationAngels

E mais 12 bandas ainda estão por vir!

Stay Rock'N'Growl:

Obs.: As notas publicadas nesta seção são de responsabilidade das assessorias das bandas/artistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records